Folha Vitória Motorista de aplicativo tem carro roubado e é ameaçado de morte durante assalto em Vila Velha

Motorista de aplicativo tem carro roubado e é ameaçado de morte durante assalto em Vila Velha

Na fuga, os assaltantes passaram por uma viatura da polícia, que não desconfiou dos criminosos

Folha Vitória
Foto: Reprodução / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Mais um motorista de aplicativo foi assaltado durante uma corrida, em Vila Velha. A vítima contou que os suspeitos usavam uma arma de fabricação caseira para cometer o crime. Durante a fuga, os criminosos passaram por uma viatura da polícia, mas os policiais não desconfiaram.

O crime aconteceu na noite desta segunda-feira (14). Os suspeitos se passaram por passageiros para render a vítima. A viagem duraria poucos minutos e, para não despertar a desconfiança do motorista, eles conversaram e inventaram uma história.

"Eles falaram que estavam indo buscar duas meninas no jóquei e depois eles seguiriam para o Ibes. Entrou um na frente e um atrás. O tempo todo eles ficaram falando 'será que as meninas já estão lá', 'vou mandar mensagem'", disse.

O motorista contou que o comportamento da dupla mudou de forma repentina. Os suspeitos renderam o rapaz, mostraram a arma e o ameaçaram de morte. 

"O cara de trás ficava falando 'quer ver a arma, quer ver a arma'. Dava para perceber que era uma arma caseira. Fui freando devagar, coloquei as mãos para cima, falei que estava de cinto, que precisava tirar, aí eles tiraram meu cinto e sai do carro". 

A corrida terminaria no bairro do Ibes. O motorista disse que a região tem sido evitada por alguns profissionais, que temem a guerra do tráfico de drogas entre o Ibes e Santa Mônica. Ele disse que aceitou fazer o trajeto porque olhou o endereço no aplicativo e imaginou que tudo fosse correr bem.

De acordo com a vítima, logo após ter o carro roubado, os criminosos iniciaram a fuga. A rota dos suspeitos contava com um cruzamento e os dois homens passaram justamente por uma viatura da Polícia Militar. 

"Era um cruzamento. A viatura parou para que eles pudessem fazer a convergência a esquerda. Eu ainda assoviei, gritei, mas os policias não ouviram e os caras acabaram fugindo', disse. 

Ainda se recuperando do susto, o rapaz explicou que o carro tinha seguro. Os suspeitos também levaram o celular, a carteira e o dinheiro. Apesar do trauma, o homem faz planos para voltar ao trabalho.

A Polícia Civil disse que o caso seguirá sob investigação da Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos e que, até o momento, nenhum suspeito foi detido e o veículo não consta como recuperado. 

A polícia destacou ainda que a população pode ajudar nas investigações com informações através do Disque-Denúncia 181. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

*Com informações da repórter Suellen Araújo, da TV Vitória/ Record TV.

Últimas