Folha Vitória Mulher é agredida, consegue pedir ajuda e namorado é preso em flagrante

Mulher é agredida, consegue pedir ajuda e namorado é preso em flagrante

O crime aconteceu na noite desta sexta-feira (23), em Nova Betânia; a vítima precisou de atendimento médico

Folha Vitória
Foto: Reprodução / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um homem agrediu a namorada no rosto, depois que ela se recusou a usar drogas. Ela conseguiu acionar a polícia. O agressor foi preso em flagrante e levado para delegacia.

O crime aconteceu na noite desta sexta-feira (23), em Nova Betânia, Viana. A vítima precisou de atendimento médico.

A mulher, uma servidora pública de 50 anos, contou que sofreu a agressão após se recusar a usar drogas junto do companheiro. Logo depois, o homem de 38 anos obrigou a namorada a ir com ele até um bar, próximo de onde moram.

Mulher precisou balbuciar um pedido de ajuda, que foi entendido pelo dono do bar

Foto: Reprodução / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Ela conseguiu pedir ajuda ao dono do estabelecimento, que chamou a polícia. De acordo com o comerciante, a mulher se sentiu aliviada após a chegada dos policiais. 

O comerciante conta que o casal estava no estabelecimento às 17h, foi embora, e voltou às 21h, momento em que a mulher estava com marcas de agressão.

"Quando o homem não estava olhando, ela balbuciou um pedido de ajuda. Eu liguei para a polícia, que chegou rápido, coisa de 10 a 15 minutos", contou.

Depois que o agressor foi levado, o dono do bar disse que a vítima ficou aliviada: "Ela me agradeceu, me deu um abraço. Eu dei gelo para ela colocar no rosto. Os policiais levaram ela depois, em outro carro, para não ter risco do cara fazer ameaças na viatura e convencê-la a não depor".  

A mulher contou aos militares que estava sendo ameaçada de morte pelo namorado.

Segundo a Polícia Militar, os dois foram levados ao Plantão Especializado da Mulher (PEM), em Vitória. No caminho, o homem ainda ameaçou os militares. Ele trabalhava como vigilante e, recentemente, perdeu três dedos em um assalto.

Na manhã deste sábado (24), o agressor passou por exames no Departamento Médico Legal (DML), na capital, e foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana, onde chorou e disse estar arrependido.

A Polícia Civil informou que o suspeito foi autuado em flagrante por lesão corporal qualificada, injúria e ameaça na forma da Lei Maria da Penha.

A equipe da TV Vitória não conseguiu contato com a vítima.

Com informações da repórter Rafaela Freitas, da TV Vitória/RecordTV.

Últimas