Folha Vitória Mulher é encontrada morta dentro de piscina em sítio no Sul do ES

Mulher é encontrada morta dentro de piscina em sítio no Sul do ES

De acordo com a família, Euzineia Loyola, de 50 anos, estava desaparecida desde a última segunda-feira (17)

Folha Vitória
Foto: Reprodução/TV Guarapari
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Euzineia Loyola, de 50 anos, desapareceu na última segunda-feira (17) no município de Guarapari após a família tentar contato por meio do telefone celular e não conseguir. 

Sem saber do paradeiro da mulher, os familiares visitaram o sítio de um vizinho, que fica no interior de Anchieta, Sul do Espírito Santo, na última terça-feira (18), por considerarem ser uma localidade de difícil acesso. No local, eles se depararam com o corpo da vítima dentro de uma piscina coberto com uma lona azul.

Os peritos que estiveram na propriedade informaram que o corpo estava em estado de decomposição. De acordo com a família, Euzineia tinha um relacionamento conturbado com o namorado, que é um dos suspeitos de cometer o crime. "O relacionamento deles era muito distante da família. A gente percebia que ele era muito obsessivo, nas reuniões de família não dava espaço para ela conversar. Pensamos que poderia ser algo da nossa cabeça e resolvemos esperar", contou uma sobrinha da vítima em entrevista à TV Guarapari.

O homem, que se identifica como noivo da vítima, concedeu uma entrevista à equipe da TV Vitória e deu sua versão sobre os fatos. "Não tivemos nenhum aborrecimento há dois anos. Ela falava comigo que eu voltei com o sorriso no rosto dela, já a levei em vários lugares. Tivemos um dia incrível no último domingo. Nós nunca fomos nessa propriedade, a chave ficava na casa do pai dela. Meu último contato com ela foi na segunda-feira, eu dormi na casa dela. De manhã cedo, pegamos um ônibus e fomos para Vitória", disse.

Questionado sobre quando se apresentará às autoridades, o homem disse que espera seu advogado chegar ao Espírito Santo para ir até a uma unidade policial. "Estou esperando meu advogado chegar de Minas Gerais para me apresentar na sexta-feira. Não posso chegar em Guarapari sozinho porque estou sendo ameaçado de morte. Já recebi ligações com ameaças", afirmou.

A Polícia Civil informou que o fato está sendo investigado por meio da Delegacia de Polícia de Anchieta e, até o momento, nenhum suspeito de cometer o crime foi detido.

Com informações da repórter Nathalia Munhão, da TV Vitória/Record TV.

Últimas