Folha Vitória Mundo Moderno encara o São José pela Copa do Brasil de Futsal Feminino

Mundo Moderno encara o São José pela Copa do Brasil de Futsal Feminino

Escola de Cariacica vai representar o Espírito Santo na competição. Jogos acontecem nos dias 27 e 29 deste mês

Folha Vitória
Foto: Divulgação/ Mundo Moderno
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O Espírito Santo sempre foi destaque no futsal brasileiro. Revelou grandes nomes para a modalidade, entre eles Cadinho, Adail Sampaio, Paolo, Gabiru e Índio. Recentemente, uma nova leva encantou os apaixonados pelo "salão": Camilo Neves, Mão, Ciro, Rafinha e Tuti...

Eis que agora surgem novos nomes, porém, no feminino. Samara, Naná, Gabi,, Larissa, Tayane, Bianca e Hanele formam a base do time da escola Mundo Moderno, que será a representante do ES na Copa do Brasil de Futsal.

As meninas do Mundo Moderno vão encarar a forte equipe do São José, de São Paulo, em dois jogos. O primeiro acontece na próxima segunda-feira, às 18h50, no ginásio da secretaria de Esportes, em Bento Ferreira, Vitória. A segunda partida acontece na quarta-feira, no mesmo local, porém, às 18hs.

Apontada como uma das craques dessa geração, Samara Furtado não esconde a felicidade e ansiedade para entrar em quadra e representar o Espírito Santo em uma das competições mais importantes do país.

"Temos a oportunidade de participar de uma competição de clubes no profissional, que é uma das melhores do país, e isso é muito gratificante. Vamos com tudo, sabendo que temos um grande adversário pela frente", disse Samara, que tem uma longa relação com o Mundo Moderno.

"Eu sou de Guaçuí e saí de lá para jogar futsal. Vim para o Mundo Moderno, estudei, me formei e hoje sou monitora de futsal da escola. E ainda vou jogar pelo time. É um momento de muita, muita gratidão. Por eu ter passado por aqui, por saber como acontece o projeto, a seriedade da instituição em relação ao futsal, para mim é muito importante fazer parte desse momento com a escola".

Hanele Ribeiro também é cria do Mundo Moderno. Deu seus primeiros chutes na quadra da escola. Hoje também é professora e entrará em quadra para defender não só o time que a projetou, mas onde sua história teve início.

Jeanio Pelissari, treinador da equipe, espera um confronto difícil contra o time paulista. “O São José é um time que tem investimento de mais de um milhão por ano, participa de campeonatos nacionais, ligas, e isso há anos. Mas isso só nos motiva mais. Vamos entrar em quadra com um único pensamento, que é a vitória”, destacou o técnico.

Últimas