Folha Vitória Municípios da Grande Vitória já registram prejuízo de mais de 770 mil por furtos de fios de cobre

Municípios da Grande Vitória já registram prejuízo de mais de 770 mil por furtos de fios de cobre

Espaços públicos e privados são alvos dos criminosos que deixam uma série de transtornos para a população

Folha Vitória
Foto: Guarda Municipal de Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Furtos de fios de cobre estão cada dia mais recorrentes, trazendo prejuízos aos municípios, além de transtornos a população capixaba. Praças, calçadões e parques sem iluminação e até semáforos dessincronizados são consequência da criminalidade. O prejuízo para os municípios da Grande Vitória passa de 770 mil só neste ano. 

Dezenas de casos já foram registrados na Grande Vitória. Os furtos não tem hora e nem lugar para acontecer. Espaços públicos e privados são alvos dos criminosos que deixam uma série de transtornos. 

Segundo a prefeitura de Vitória, só neste ano, seis pessoas já foram detidas pela Guarda Municipal furtando fios de cobre. O caso mais recente aconteceu na noite de terça-feira (13), na Praça do Papa. 

O suspeito, de acordo com a prefeitura, estava começando a arrancar os fios de um buraco que fica embaixo do poste de iluminação quando foi flagrado. Ele foi detido e encaminhado para a Delegacia Regional do Município. Desde o início do ano, Vitória já registrou um prejuízo de R$ 500 mil.

LEIA TAMBÉM: Homem tenta furtar fios de cobre em poste, leva choque, cai e fica ferido

Pensando em reduzir ou até mesmo acabar com esse tipo de crime na capital, o secretário de Segurança Urbana, Ícaro Ruginski, afirmou que a prefeitura tem adotado uma série de medidas. Entre elas, está a substituição do cobre por alumínio. 

"Já conseguimos efetuar a prisão de diversos criminosos, estamos aumentando as fiscalizações. Além disso, agora, a prefeitura irá substituir o cobre por alumínio nos fios que estão sendo repostos", afirmou.  

O secretário reforçou ainda que comprar materiais sem ter conhecimento da origem, sem a nota fiscal, também é considerado crime. A pena para o crime de receptação pode chegar até quatro anos de reclusão, além do pagamento de multa. 

Em janeiro deste ano, um homem de 58 anos foi detido, em Cariacica, por suspeita de receptação. Segundo as investigações da Polícia Civil, ele comprava materiais sem procedência e vendia no interior do Estado. Na casa do rapaz foram encontrados 80 rolos de fio de cobre. 

Em outro caso, quatro pessoas foram presas em flagrante pela Guarda Municipal da capital. Com os suspeitos, foram encontrados quase 500 kg de cobre, que estavam na carroceria de uma caminhonete. Os fios foram furtados na Ponte da Passagem. 

Por meio de nota, a Prefeitura de Vila Velha informou que, neste ano, foram furtados cerca de sete mil metros de cabos no município, o que gerou um prejuízo de mais de R$ 52 mil.

Já em Cariacica, desde o começo de 2021, foram registrados o roubo de pelo menos 400 metros de fios. O prejuízo chega a R$ 72 mil. Na Serra, segundo a prefeitura, o prejuízo é de cerca de R$ 150 mil. A Prefeitura de Viana informou que não tem registro de nenhum crime deste tipo no município.

*Com informações da repórter Polyana Martinelli, da TV Vitória/Record V. 

Últimas