Folha Vitória No retorno de Andre Visser, Rio Branco empata sem gols com a Patrocinense na Série D

No retorno de Andre Visser, Rio Branco empata sem gols com a Patrocinense na Série D

Time capixaba cria bastante, tem dois gols anulados, mas não consegue sair do zero. Equipes se enfrentam novamente na próxima semana com ar de decisão

Folha Vitória
Foto: Vitor Recla / Rio Branco
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Três meses depois de deixar o comando da equipe do Rio Branco por problemas de saúde causados pela Covid-19, o técnico Andre Visser fez a sua reestreia frente o time. No confronto direto pela Série D, porém, a equipe Capa-Preta não conseguiu sair do 0 a 0 com a equipe da Patrocinense, no no Estádio Pedro Alves do Nascimento, em Patrocínio, interior de MG.

O time capixaba jogou bem e chegou a balançar as redes adversárias duas vezes, mas ambos os gols foram anulados por impedimento de Edinho e Marcus Vinícius, respectivamente.

Com a igualdade, o Rio Branco segue na sexta colocação do grupo 6 da Série D com cinco pontos, apenas uma vitória, em sete rodadas. Já a equipe mineira segue também em situação difícil na lanterna do grupo com três pontos e sem vencer ainda na competição nacional.

O JOGO

O confronto com ar de decisão demonstrou que seria disputado desde os primeiros minutos. Logo no início, o Gil Mineiro cruzou na cabeça de João Paulo, que parou na grande defesa do goleiro Edson. Em seguida, o Capa-Preta chegou a balançar as redes com Edinho, mas o árbitro marcou o impedimento do jogador.

Pouco depois, a Patrocinense assustou com Victor Adame. O jogador arriscou uma bomba de fora da área e acertou o travessão de André Zuba. No entanto, a resposta do time capixaba veio na mesma dose. Chiquinho recebeu dentro da área e chutou forte no travessão do time da casa. No fim da etapa inicial, Matheus Santos obrigou Zuba a salvar o Brancão duas vezes, primeiro em cobrança de falta e depois finalizando dentro da área.

Na segunda etapa, o técnico Andre Visser, que reestreava no comando do Capa-Preta, promoveu a entrada do atacante Marcus Vinícius na vaga de Edinho. Aos 11 minutos, o camisa 9 do Brancão recebeu o passe de Paulinho e colocou a bola no fundo das redes. Mas, assim como no lance de Edinho, ele estava em posição irregular e o Rio Branco teve seu segundo gol anulado na partida.

A partir daí, a partida ficou morna com as equipes sem colocar muita intensidade. Até que o time mineiro passou a ameaçar e chegou perto de abrir o marcador. Primeiro Dimba recebeu o cruzamento do lateral Vandinho e cabeceou pra fora. 

Na sequência foi a vez de Felipe Gregory, que recebeu belo passe de Matheus Santos deslocou André Zuba e por pouco não estufou as redes. O goleiro do Capa-Preta salvou ainda a nova finalização do meia da Patrocinense. A última oportunidade do jogo foi do time capixaba, mas Edson defendeu a finalização de Gian no cantinho.

PRÓXIMO JOGO

Na próxima rodada as duas equipes voltam a se encontrar no próximo domingo (25). Mas desta vez quem manda a partida é o Rio Branco, no estádio Kléber Andrade, às 15 horas.

Últimas