Novos critérios para Matriz de Risco no ES começam a valer na próxima segunda-feira

Nova metodologia já será adotada na elaboração do próximo Mapa de Risco

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A partir de segunda-feira (31), o governo do Estado adotará novos critérios para elaborar o Mapa de Risco da covid-19 nos municípios capixabas. A chamada Matriz de Risco de Convivência passará a considerar, para definir o grau de risco de cada cidade, o coeficiente de casos ativos, o número de testes realizados e a média móvel de óbitos, além da taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para o tratamento da doença.

No eixo de ameaça, a Matriz de Risco vai considerar o coeficiente de casos ativos por município dos últimos 28 dias, cujo peso será de 30%, além da quantidade de testes realizados por grupo de mil habitantes (peso de 30%) e a média móvel de óbitos dos últimos 14 dias (peso de 40%). Já o eixo de vulnerabilidade passará a considerar a taxa de ocupação de leitos potenciais de UTI Covid, isto é, a disponibilidade máxima de leitos para pacientes infectados com o coronavírus.

A nova metodologia já será adotada na elaboração do próximo Mapa de Risco, a ser divulgado no neste sábado (29) e passará a valer na segunda-feira (31). Essa será a quarta atualização da estratégia de mapeamento de risco, que teve início no dia 20 de abril.

Confira como será elaborado o próximo Mapa de Risco:

Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória