Folha Vitória Novos leitos de UTI Covid já estão sendo regulados pela Secretaria de Saúde

Novos leitos de UTI Covid já estão sendo regulados pela Secretaria de Saúde

Governo do Estado abriu novos leitos de UTI no Hospital São Lucas e no Hospital Vitória

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Em um  pronunciamento na manhã desta terça-feira (23), o governador do Estado, Renato Casagrande, falou sobre a ampliação de mais sete leitos clínicos de retaguarda no Hospital Vitória, em Andorinhas. No total, o Estado passa a disponibilizar no Hospital Vitória, 35 leitos clínicos de enfermaria para pacientes crônicos em atendimento de casos não covid-19. Essa é mais uma ação do Programa Estadual “Leitos para Todos." 

Casagrande falou, ainda, sobre a abertura de 20 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para covid-19, no Hospital São Lucas, também na capital capixaba. Com os novos leitos, o Estado passa a ter 816 leitos de UTI. A programação é de que chegue a 900, até o final de abril.

Durante a transmissão, o governador ressaltou que apesar da abertura de novos leitos, a população deve cumprir as medidas de isolamento decretadas pelo governo do Estado e que tem validade até 31 de março. "A velocidade de ocupação dos leitos é muito superior a capacidade que a gente tem de abrir leitos," afirmou Casagrande.

De acordo com Casagrande, o estado tem feito um grande esforço para abrir leitos de UTI e enfermaria covid. No Hospital São Lucas, foram abertos 20 leitos de UTI e de acordo com o governador, até na próxima segunda-feira (29), serão abertos mais 10 leitos de UTI, na parte de ampliação do hospital. Segundo ele, os leitos já estão sendo regulados pela Secretaria de Estado da Saúde a partir desta terça-feira (23). 

O governador fez um alerta para o aumento da doença no estado e citou que, nesta segunda-feira(22), 745 leitos de UTI covid-19 estavam ocupados.

"Precisamos ter muita disciplina, colaboração e compreensão das pessoas. Tenho visto protestos, carreatas, manifestação, e essas pessoas têm todo o direito de protestar, só peço que tomem cuidado. Na hora de protestar, veja uma forma que não cause aglomeração, para que vocês possam se proteger e também proteger a família de vocês," alertou Renato Casagrande.

Ele salientou que a taxa de transmissão está alta, fazendo que o vírus circule de forma muito rápida. "Eu sei que a angústia agora, neste momento, é por uma atividade econômica, mas a angústia será maior se você ou alguém da sua família for contagiado," disse.

O subsecretário, também, falou sobre a abertura de novos leitos. "Estamos fazendo leitos covid e leitos não covid, como os do Hospital Vitória. Entregamos novos leitos na semana passada e nessa semana estamos entregando 35 leitos já em funcionamento. Todas as regiões estão sendo atendidas, desde a região Norte até a região Sul. Ontem (segunda-feira, 22) foram entregues 20 leitos de UTI.  

Na região norte, no Hospital de Barra de São Francisco, foram abertos 10 leitos de UTI covid ,que eram leitos clínicos, para atender toda a população da região." O subsecretário também anunciou a abertura de novos leitos na Santa Casa de Vitória, nesta quarta-feira (24).

Críticas

Casagrande aproveitou para falar sobre as críticas que o governo vem recebendo sobre as medidas de isolamento. "O momento exige que o governo tenha posição e decisão. O momento exige que a gente tome atitudes 'simpáticas' ou não. Em uma época de guerra como está, o que temos que fazer é tomar as decisões corretas e justas, não as decisões populares ou 'simpáticas'. São as decisões que devem ser tomadas."

Sobre as fiscalizações, Casagrande destacou que sem o apoio da população, é impossível obter bons resultados. "O governo está fazendo a fiscalização, porém não conseguimos fiscalizar tudo. Acho até um absurdo ter que fiscalizar as pessoas, em um momento que as pessoas estão perdendo a vida. Mas de qualquer maneira estamos trabalhando, estamos fiscalizando, mas não vamos conseguir um resultado esperado se a população não colaborar. Peço a sua compreensão, o seu apoio, a sua ajuda para que a quarentena tenha eficácia e a gente consiga atender a todos."

Últimas