Folha Vitória Número de doses da Coronavac disponíveis no ES não é suficiente para zerar fila da segunda dose

Número de doses da Coronavac disponíveis no ES não é suficiente para zerar fila da segunda dose

Na madrugada desta terça-feira, o estado receberá quase 100 mil novas doses do imunizante. Além disso, tem 1.230 doses armazenadas como reserva técnica. No entanto, total de capixabas esperando a segunda dose é de mais de 152 mil

Folha Vitória
Foto: sesa
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Quase 100 mil doses da Coronavac, vacina contra a covid-19 fabricada pelo Instituto Butantan, devem chegar ao Espírito Santo na madrugada desta terça-feira (18). No total, a remessa contará com 99.600 unidades da vacina. Além disso, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informou que possui atualmente 1.230 doses armazenadas como reserva técnica, que serão distribuídas aos municípios capixabas.

Entretanto, o número de doses da Coronavac disponíveis no estado, contando com as vacinas que chegarão nesta terça, não é suficiente para zerar a fila dos que aguardam a segunda aplicação do imunizante, ou seja, os que já tomaram a primeira dose há pelo menos 28 dias. 

Na última sexta-feira (14), a Sesa informou que a quantidade de pessoas nessa situação, no Espírito Santo, havia aumentado para 152.787. Anteriormente, a Secretaria da Saúde havia informado que a fila de capixabas à espera da segunda dose da Coronavac era de 87.749.

O motivo dessa diferença, segundo a Sesa, é que "novos esquemas de vacinação completaram o intervalo recomendado de 4 semanas" e, por isso, o número de pessoas subiu. Ou seja, a secretaria não havia colocado na primeira fila, de mais de 87 mil pessoas, todas que tinham tomado a primeira dose. À medida em que o prazo foi vencendo é que mais pessoas foram entrando na contagem.

Uma dessas pessoas que aguardam ansiosamente para receber a segunda dose da Coronavac é a dona de casa Maria José Finotti da Silva, moradora de Vila Velha. Ela conta que, sempre que fica sabendo sobre a chegada de novas vacinas, avisa ao filho para que ele tente fazer o agendamento. A segunda aplicação da Coronavac na dona de casa já está atrasada em três semanas.

"Não estou conseguindo, já tentei várias vezes. Quando eu ouço na reportagem que chegou a vacina, já peço para o meu filho tentar agendar para mim, mas nunca dá para agendar", lamenta.

Além de ser diabética, Maria José perdeu um irmão para a covid-19 há cinco meses. A dona de casa conta que passou a usar até calmantes. "Eu não durmo. Passo a noite, vou dormir de manhã. Quem dera que eu conseguisse tomar a vacina, que aí eu ficaria mais tranquila".

A falta da Coronavac não é um problema só da Grande Vitória. A representante comercial Luzia de Cássia Soares Machado mora em Cachoeiro de Itapemirim, no sul do estado, e diz que também não consegue tomar a segunda dose da vacina. 

Ela conta que já foi ao posto de saúde do bairro Vila Rica, onde mora, e, mais uma vez, não conseguiu fazer o agendamento. Mas continuou tentando. "Liguei para mais dez unidades e todas com o mesmo relato: umas receberam 18 doses, outras nenhuma", disse.

A data da segunda dose está marcada, no cartão de vacinação dela, para o dia 25 de abril. Uma promessa que não virou realidade. "É uma falta de organização. É um direito nosso a vacina, e ficar nessa peregrinação é realmente uma falta de consideração no momento em que estamos vivendo, de medo, restrições", afirmou.

A expectativa de Luzia é que a chegada das novas doses coloque fim na apreensão de milhares de capixabas. "Assim como eu, muitos estão indignados. Todas as pessoas que eu conversei, no momento em que estive no posto, a gente vê realmente as pessoas arrasadas. Cria expectativa em cima de uma coisa que vem nos dar mais conforto e menos medo. Isso tudo a gente está vivendo e a vacina é o único meio que nos dá essa garantia", frisou.

Outras vacinas

Além das 99.600 doses da Coronavac, o Espírito Santo receberá, nesta terça-feira, mais 77.700 unidades do imunizante da Astrazeneca (Oxford/Fiocruz) e 14.040 da vacina da Pfizer/BioNtech. O Ministério da Saúde informou que serão enviadas mais de 6,4 milhões de doses de vacinas contra o novo coronavírus para todo o país, sendo que as da vacina Coronavac apenas 12 Estados irão receber, incluindo o Espírito Santo.

Leia também: Saiba como será a vacinação com Astrazeneca, Coronavac e Pfizer no ES

As vacinas da farmacêutica BioNTech são as únicas permitidas para imunização de grávidas e puérperas com ou sem comorbidades. Para esse grupo, o Estado continuará com a suspensão de vacinação com doses da Astrazeneca. 

A continuidade da vacinação dessas mulheres ocorrerá de maneira regionalizada. Para isso, foram definidas 14 cidades-polo para receber as doses. São elas: Aracruz, Cachoeiro De Itapemirim, Cariacica, Colatina, Guaçuí, Guarapari, Linhares, Santa Teresa, São Mateus, Serra, Venda Nova do Imigrante, Viana, Vila Velha e Vitória.

Já as doses da Astrazeneca serão destinadas para dar continuidade à vacinação de pessoas com comorbidades, do grupo de forças de segurança e salvamento e dos trabalhadores da educação.

Últimas