Folha Vitória O livro "Viagem às colônias Italianas do Espírito Santo” tem lançamento em Vitória

O livro "Viagem às colônias Italianas do Espírito Santo” tem lançamento em Vitória

Exemplar Nº. 28 da Coleção Canaã “Onde estão e como vivem os camponeses italianos no Espírito Santo - 1902", reuniu representantes da Imigração Italiana de todo o Estado.

Folha Vitória

O lançamento do livro "Viagem às colônias Italianas do Espírito Santo - onde estão e como vivem os camponeses italianos no Espírito Santo - 1902", foi realizada na sede do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo (APEES) em Vitória, na tarde da última quinta-feira (28). O evento promovido pelo APEES, contou com a presença de vários representantes da Imigração Italiana do Estado do Espírito Santo.

O Presidente da Câmara Municipal de Marechal Floriano, vereador Cezinha Ronchi, representou o Município no Lançamento do Livro. “Nesse livro o autor Arrigo De Zettiry verificou que, enquanto algumas famílias progrediam, outras lutavam contra as doenças, a falta de recursos e as dívidas, por conta da baixa do preço do café, mas ainda firmes no sonho de ‘far la Mèrica’, (fazer a América)”, disse Cezinha Ronchi. “Estou muito feliz em poder representar os Imigrantes Italianos do Município. Esse livro conta um pouco da História de nosso Município”, completou.

O diretor Geral do APEES, Cilmar Franceschetto, informou que será realizado outros lançamentos do livro, em cidades do interior do Estado, para melhor divulgar a obra e para não promover grandes aglomerações, em respeito às exigências das autoridades sanitárias, por conta da pandemia. O livro será distribuído, gratuitamente, aos que estiverem presentes nos eventos de lançamento.

“Viagem às colônias italianas do Espírito Santo – onde estão e como vivem os camponeses italianos do Espírito Santo – 1902”, é a versão do original em italiano Condizioni dei coloni italiani negli stati di Spirito Santo e di Minas Geraes (Brasile). Tradução de Nerina Bortoluzzi Herzog, com prefácio do sociólogo Renzo M. Grosselli.

A edição em português do relatório, produzido pelo jornalista e pesquisador Arrigo De Zettiry, é o 28º volume da Coleção Canaã, do APEES. Todos os livros publicados pela instituição estão disponíveis no site: https://ape.es.gov.br/colecao-canaa

HISTÓRIA

No último quarto do século XIX o Espírito Santo recebeu mais de 35 mil colonos italianos. Vieram em busca de novas oportunidades na América: far la Mèrica, como sonhavam os pobres camponeses da Itália Setentrional. Em 1895, após 21 anos da chegada da Expedição Tabacchi à província capixaba, que inaugurou a imigração em massa de italianos para o Brasil, o Governo italiano proibiu novos embarques de famílias ao Espírito Santo, em função das péssimas condições a que estavam submetidos os camponeses nas colônias e fazendas de café do Estado. Tal decisão teve por base o relatório do Cav. Carlo Nagar, Cônsul Real em Vitória (1895) no qual relatou o drama dos italianos em terras capixabas (Coleção Canaã, volume 1).

Sete anos depois, no alvorecer do século XX, a Itália envia emissários ao Brasil para visitar esses imigrantes, a fim de conhecer a condição de vida deles. Para o Espírito Santo e Minas Gerais foi enviado o comissário, jornalista, Arrigo De Zettiry. A imigração havia cessado, o preço do café havia despencado, valendo dez vezes menos que na década anterior. É nesse contexto que se dá a visita de De Zettiry ao Brasil, com a incumbência de manter contato com seus compatriotas. Um relato simples, realista e comovente, que retrata um pouco dos dramas e conquistas das famílias italianas no interior espírito-santense. 

Últimas