Folha Vitória O que muda no cenário das festas no pós-pandemia?

O que muda no cenário das festas no pós-pandemia?

Quantidade de convidados, dias de celebração e preocupação com a segurança dos participantes são as principais mudanças para a retomada dos eventos após a onda de covid-19

Folha Vitória
Foto: Reprodução/Pexels
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

No período em que festas e eventos passam por um momento delicado, por conta de aglomeração, profissionais do setor se adaptam e já planejam o retorno inspirados nas novas tendências e expectativas dos contratantes. 

Mas o que promete estar em evidência nessa retomada?

Segundo o produtor de eventos Vagner Loppes, que já tem festas programadas até o ano de 2026 tanto no Espírito Santo quanto em outros Estados brasileiros, a expectativa é de que comemorações como formaturas tenham retorno gradual ainda no primeiro semestre deste ano. “Essa volta será de muitas mudanças e de configurações nos formatos das celebrações, que vão desde número de convidados à quantidade de dias e eventos”, explica.

O profissional reforça que a principal preocupação dos universitários que vão formar em breve é realizar os eventos com a garantia de que todos os seus convidados estejam seguros, sem riscos de contaminação.

De acordo com Vagner, a tendência é de que o número de pessoas nas festas de formatura cresça. “A pandemia foi o período em que todos passaram a olhar para família e amigos com um carinho ainda maior, por isso, os estudantes passarão a valorizar ainda mais esses momentos de comemoração ao lado de quem amam. Então, além dos pais, serão convidados tios, primos e demais parentes”.

Com uma agenda composta por 90% de formaturas voltadas para o curso de Medicina, consideradas as maiores, mais luxuosas e com mais dias de celebração dentre todas as áreas, Vagner Loppes ainda diz que uma das mudanças a serem realizadas é a compactação das festividades. “Por conta de compromissos profissionais e de estudos pós-faculdade, por exemplo, procuramos ajustar o calendário, realizando até dois eventos por dia, como a colação e o churrasco ou missa e baile. Tudo será programado de acordo com as necessidades e solicitações de cada turma”, exemplifica.

Últimas