Folha Vitória Operação policial termina com nove detidos e apreende armas, drogas e munição

Operação policial termina com nove detidos e apreende armas, drogas e munição

Quatro detidos estavam com mandado de prisão em aberto por homicídio

Folha Vitória
Foto: Reprodução/ Polícia Civil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Uma operação integrada entre Policiais civis, policiais militares e guardas municipais terminou com nove pessoas detidas na noite desta quarta-feira (26). A ação teve como alvo bairros da Grande Vitória e apreendeu armas, drogas, munição e coletes à prova de balas.

Segundo o Secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Alexandre Ramalho, que acompanhou a ação,  pelo menos três detidos tinham mandado de prisão em aberto pelo crime de homicídio.

Diversos cercos e pontos de bloqueio foram feitos nas cidades da região metropolitana. Em Vila Velha, os policiais da Força Tática e as equipes da Guarda Municipal, realizaram abordagens em ruas dos bairros São Torquato, Primeiro de Maio e Santa Rita, pontos conhecidos pelo intenso tráfico de drogas.

Outras Operações 

A operação 'Estado Presente' tem o objetivo de controlar e reduzir crimes com o aumento de policiamento ostensivo em locais onde há altos índices de homicídios. A última fase da operação, que aconteceu no último dia 12, na região  Sul do Estado, terminou com  a prisão de um homem de 27 anos, em uma casa na Praia de Ubu, Anchieta. O criminoso era investigado pela morte de um adolescente de 14 anos, e a sua mãe de 43 anos, no dia 20 de abril, no bairro Nova Jerusalém.

No dia 11 de março, uma ação que aconteceu nos municípios de Colatina, Ecoporanga, Pinheiros, Pancas e Barra de São Francisco e na Região Noroeste do Estado, resultou na prisão de 26 pessoas em cumprimento de mandados de prisão em flagrante. 

Os municípios de Aracruz, Linhares e Jaguaré, também foram alvos da operação Estado Presente,  no dia 11 de fevereiro.  Na ação seis pessoas foram presas, drogas e  quatro armas  e munição também foram apreendidas.

No dia 24 de fevereiro o alvo foi o município de Iúna, no Caparaó e também na Região Serrana. No sul do estado aconteceu em  20 de janeiro. Ao todo sete pessoas foram detidas. 

Últimas