Folha Vitória Operação Sentinela: líderes do tráfico de drogas no ES são detidos

Operação Sentinela: líderes do tráfico de drogas no ES são detidos

Desde o início deste mês, 121 suspeitos foram detidos durante a operação, além de drogas e armas tiradas de circulação

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Durante o mês de janeiro, a Operação Sentinela realizou prisões importantes para o combate ao tráfico de drogas no Espírito Santo. Além da Polícia Militar, a operação conta com o serviço do Ministério Público e da Polícia Civil. Uma dessas prisões aconteceu na tarde da última segunda-feira (25), em que o irmão do traficante mais procurado do estado, conhecido como "Marujo", foi detido.

De acordo com o comandante da Polícia Militar, coronel Douglas Caus, a operação tem feito quantidades significativas no que diz respeito às detenções e apreensões.

"No mês de janeiro, nós já cumprimos 56 mandados de busca e apreensão. Foram feitas prisões de 121 pessoas, foram cumpridos 62 mandados de prisão, 61 pessoas foram presas em flagrante e dos mandados de prisão, 16 eram homicidas", explicou o coronel.

A prisão que aconteceu na segunda-feira foi do jovem Thiago Moraes Pereira Pimenta, de 21 anos, vulgo "Panda". Ele é irmão do homem mais procurado do Espírito Santo, o "Marujo", que segundo a polícia, é responsável por comandar o tráfico de drogas nos bairros Da Penha e São Benedito, na capital. No momento em que foi encontrado, Thiago estava em uma residência com outros cinco suspeitos.

"O irmão dele, o 'Marujo', é um dos grandes componentes do primeiro comando de Vitória, também do Trem Bala, indivíduo perigoso que está sendo caçado pela Polícia Militar e que é um alvo preferencial da Operação Sentinela", afirmou.

Leia também: Preso irmão de 'Marujo', um dos suspeitos mais procurados pela polícia no ES

Do dia 1 de janeiro até esta terça-feira (26), foram 121 suspeitos detidos, além de drogas e armas que foram tiradas de circulação. A polícia não divulga, mas o comandante garante que já tem o nome de vários outros criminosos que devem ser detidos.

De acordo com informações da polícia, em 2020, 1.400 pessoas foram detidas na Operação Sentinela. Deste total, 160 homicidas perigosos atuavam em todo o Espírito Santo. O comandante explica que para o ano de 2021, a expectativa é que mais criminosos sejam retirados do convívio social, mas para isso, a polícia também conta com a ajuda da população.

"A Operação Sentinela foca nos grandes traficantes, os homicidas, então em todo o estado onde há uma região com um traficante médio ou grande, principalmente ligado à prática de homicídios, com certeza será alvo da operação", disse.

* Com informações do repórter Vitor Moreno, da TV Vitória/Record TV.

Últimas