Folha Vitória Ouça! Música do novo álbum de Caetano Veloso exalta Vitória e cita o ES

Ouça! Música do novo álbum de Caetano Veloso exalta Vitória e cita o ES

Cantor de 79 anos de idade lançou "Meu Coco" na última semana e falou sobe processo de concepção do disco com 12 músicas

Folha Vitória
Foto: Reprodução/Instagram @caetanoveloso
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Em seu novo álbum, "Meu Coco", Caetano Veloso exalta Vitória e cita o Espírito Santo na letra da música de trabalho do disco, que conta com outras 11 faixas.  

"Meu Coco" é o primeiro lançamento do cantor gravado com a Sony Music Group e foi todo feito no estúdio que Caetano tem em casa durante a pandemia da covid-19. 

Na letra, o artista canta: "Com Naras, Bethânias e Elis / Faremos mundo feliz / Únicos vários iguais / Rio Canaveses / Bebem na tal Vitória do Espírito Santo / Bomba luminosa sobre o capital / Aquém além do seio do bem e do mal / Teimosos e melódicos no nosso canto". 

Para o lançamento das novas canções, Caetano fez um post nas redes sociais para divulgar, em suas próprias palavras, uma história que remonta à concepção do trabalho. 

"Muitas vezes sinto que já fiz canções demais. Falta de rigor? Negligência crítica? Deve ser. Mas acontece que desde a infância amo as canções populares inclusive por sua fácil proliferação. Quem gosta de canções gosta de quantidade. Do rádio da meninice, passando pela TV Record e a MTV dos começos, até o TVZ no canal Multishow de agora, encanta-me a multiplicidade de pequenas peças musicais cantadas, mesmo se elas surgem a um tempo redundantes e caóticas. Há nove anos que eu não lanço álbum com canções inéditas. No final de 2019, tive um desejo intenso de gravar coisas novas e minhas. Tudo partiu de uma batida no violão que me pareceu esboçar algo que (se eu realizasse como sonhava) soaria original a qualquer ouvido em qualquer lugar do mundo", começou.

Ele também falou sobre a música que cita a capital capixaba: "Meu Coco', a canção, nasceu disso e, trazendo sobre o esboço rítmico uma melodia em que se história a escolha de nomes para mulheres brasileiras, cortava uma batida de samba em células simplificadas e duras. Minha esperança era achar os timbres certos para fazer desse riff sonhado uma novidade concreta". 

Com mais de 50 anos de carreira, o cantor de 79 anos de idade já tem mais de 50 lançamentos em sua discografia entre hits que marcaram época até trilhas sonoras de filmes e novelas. Ouça "Meu Coco", música de trabalho do novo álbum homônimo do cantor: 

Últimas