Folha Vitória Pai vai tira satisfação após filha de 1 ano ser agredida e acaba morto na Serra

Pai vai tira satisfação após filha de 1 ano ser agredida e acaba morto na Serra

Leonardo Rafael Gomes da Conceição, de 21 anos, foi assassinado pelo concunhado, na casa da família, na região de Praia de Carapebus

Folha Vitória
Foto: Thamiris Guidoni / Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Uma confusão em família acabou com um jovem de 21 anos morto na Serra. Leonardo Rafael Gomes da Conceição foi assassinado pelo concunhado na noite deste domingo (19), na casa da família, na região de Praia de Carapebus.

Os familiares do jovem contaram a equipe da TV Vitória/Record TV, na manhã desta segunda-feira (20), que Leonardo foi assassinado no dia do aniversário de falecimento do próprio pai, que morreu há um ano. 

O suspeito do crime é um homem de 23 anos, concunhado da vítima. Ele teria atacado Leonardo com um caco de vidro. A vítima teve uma artéria perfurada. O jovem chegou a ser socorrido por vizinhos, mas morreu ao dar entrada no hospital. Após o crime, o suspeito fugiu junto com a companheira. 

Entenda o que motivou o crime

A família da vítima estava reunida, na noite deste domingo (19), em uma casa em Praia de Carapebus, na Serra, quando a cunhada de Leonardo, uma adolescente de 15 anos que está grávida, provocou uma confusão por causa de uma música que estava tocando no rádio.

"Ela ouviu a música, ficou furiosa e agrediu meu filho. Ela chamou o marido, que começou a dar soco em todo mundo. Ele pegou uma faca e veio para cima do meu filho. Eu tomei a faca dele e falei que ele não ia agredir ninguém. A confusão parou, mas nesse meio tempo, ele atingiu minha neta de um ano", contou um familiar. 

O suspeito atingiu a filha de um ano e seis meses de Leonardo com um soco na barriga. O pai soube da agressão e foi até a residência. Foi nesse momento que um vizinho deu uma garrafa de cerveja para o agressor, que a quebrou e atacou a vítima com um dos cacos.

Leonardo não resistiu aos ferimentos e morreu. Na manhã desta segunda-feira (20), os familiares estiveram no Departamento Médico Legal para liberar o corpo da vítima. 

De acordo com a Secretaria de Justiça, o suspeito do crime tem passagens na polícia por pensão alimentícia e pela Lei Maria da Penha.

Em nota, a Polícia Civil informou que o caso segue sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa da Serra. Até o momento, nenhum suspeito foi detido.

*Com informações da repórter Rafaela Freitas da TV Vitória/Record TV

Últimas