Folha Vitória Paratletas capixabas começam a corrida pela glória em Tóquio-2020

Paratletas capixabas começam a corrida pela glória em Tóquio-2020

A palavra limitação não existe no dicionário destes atletas, que buscam a consagração e fazer história do outro lado do planeta

Folha Vitória
Foto: Acervo pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A cerimônia de abertura realizada nesta terça-feira (24) marcou o início das Paralimpíadas de Tóquio-2020 e tem representantes do Espírito Santo na disputa. Três atletas capixabas estão na delegação do time Brasil que vai em busca de medalhas no Oriente.

Os atletas que levarão a bandeira do Espírito Santo no coração para os Jogos são Patrícia Santos, da natação; Daniel Mendes, do Atletismo; e Luiza Fiorese, da equipe do vôlei sentado.

Foto: Acervo pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Mariana e o treinador, Leonardo Miglias

Além dos três capixabas, a delegação brasileira conta com Mariana Gesteiras, da natação. Apesar de não ter nascido no Espírito Santo, a atleta treina na capital Vitória há um ano. Do grupo citado de atletas, ela foi a primeira a estrear em Tóquio, nesta terça-feira (24), nas eliminatórias dos 50 metros livres.

Os atletas capixabas e demais brasileiros terão a missão de manter o Brasil no top 10 entre os países com mais medalhas conquistadas. Em 2016, ficamos na oitava colocação no quadro de medalhas. Time não falta, já que esta será a maior delegação brasileira em uma Paralimpíada fora do Brasil.

Vão ser 253 atletas que irão competir em 20 das 22 modalidades. Na última edição, no Rio de Janeiro, foram 72 medalhas conquistadas no total. A expectativa brasileira em Tóquio é ultrapassar este número.

Confira abaixo mais detalhes sobre os capixabas e quando irão estrear em Tóquio.

Foto: Acervo pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

PATRÍCIA SANTOS

Patrícia é moradora de Cariacica e nadadora do Clube Álvares Cabral. Prata nas Paralimpíadas do Rio 2016 na prova 4x50m livre, a nadadora se transferiu recentemente para São Paulo, onde realiza os seus treinos com a equipe Naurú, em Indaiatuba. Ela vai estrear nesta quinta-feira (26), no revezamento 4x50m livre.

Foto: Acervo pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

DANIEL MENDES

Nascido em Nova Venécia, Noroeste do Estado, e dono de três medalhas paralímpicas, Daniel Mendes chega a quarta Paralimpíada. Atualmente, o atleta mora em São Paulo, onde realiza seus treinamentos. Sempre chegando às finais, ele é um dos maiores nomes do atletismo brasileiro. Sua estreia nas pistas de Tóquio acontece no próximo sábado, nos 400 metros rasos.

LUIZA FIORESE

Fechando o timaço de capixabas está Luíza Fiorese. Nascida no município de Venda Nova do Imigrante, na região Serrana, a atleta do vôlei sentado joga em Goiás, pela equipe do ADAP. Aos 24 anos, Luiza vai em busca da sua primeira medalha olímpica e não esconde sua obsessão pelo ouro. "Sempre sonhei em ser uma atleta de seleção e estar em uma Olimpíada. Nosso objetivo é chegar à final e trazer essa medalha para casa. Esperamos que seja a douradinha". 

A estreia da capixaba e da equipe feminina de vôlei sentado será nesta sexta-feira, às 6h30, contra o Canadá.

Últimas