Folha Vitória Parte da garagem de condomínio em Cariacica pode ser liberada nesta quarta-feira

Parte da garagem de condomínio em Cariacica pode ser liberada nesta quarta-feira

O local foi interditado na última quinta-feira, após a constatação de falhas estruturais, e, desde então, os carros dos moradores tiveram de ser retirados do estacionamento e o trânsito de veículos e de pessoas foi proibido

Folha Vitória
Foto: Reprodução / Google Street View
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Quase uma semana após ser totalmente interditada pela Defesa Civil de Cariacica, por apresentar falhas na estrutura, a garagem do Condomínio Mochuara, no bairro Rio Branco, no mesmo município, poderá ser parcialmente liberada nesta quarta-feira (12). O local foi interditado na última quinta-feira (6) e, desde então, os carros tiveram de ser retirados do estacionamento e o trânsito de veículos e de pessoas foi proibido.

De acordo com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES), a possibilidade de liberar parte da estrutura se deu após vistoria realizada no conjunto de garagens do condomínio e reunião realizada com representantes da Defesa Civil de Cariacica e Corpo de Bombeiros.

“Realizaremos nova vistoria nesta quarta-feira, às 16 horas. Será um trabalho integrado com a Defesa Civil Municipal, Defesa Civil Estadual e Corpo de Bombeiros. Dependendo do resultado e das constatações, pode haver uma possibilidade de liberação de, pelo menos, uma parte da garagem. Isso irá viabilizar a entrada de pelo menos 50 veículos no local. Hoje a mobilidade urbana na região está bem comprometida", disse o presidente do Crea-ES, Jorge Silva.

Silva informou ainda que dará início à elaboração de um Termo de Cooperação Técnica para que o conselho, a Defesa Civil do Município, a Defesa Civil Estadual e o Corpo de Bombeiros estabeleçam ações em conjunto para agirem em sintonia em casos como esses, que podem gerar riscos para a população.

Na vistoria realizada na manhã desta terça, além das fissuras, rachaduras, trincas e infiltrações já identificadas, a equipe de engenheiros do Crea-ES observou a existência de novas anomalias como, por exemplo, colunas com recalques. A recomendação feita ao condomínio foi para realizar uma revisão geral da estrutura e contratar profissionais e/ou empresas legalmente habilitados para elaborar um laudo técnico de engenharia conclusivo. 

O conselho informou também que já solicitou para análise os projetos das empresas que executaram a obra e os documentos das empresas que realizaram a reforma estrutural em 2016 e 2017.

Interdição

Na última quarta-feira (05), a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Cariacica realizou uma vistoria no Residencial Mochuara, a pedido do síndico do edifício, com o objetivo de verificar as condições de segurança, estabilidade e salubridade do estacionamento. 

A equipe da Defesa Civil identificou que o local já tem histórico de problemas estruturais e, atualmente, apresenta trincas na laje do piso do estacionamento, desnivelamento de lajes, formação de poças sobre a laje superior, descolamento de parede de fechamento, ferragens expostas, entre outros problemas.

Devido à situação, a Defesa Civil de Cariacica classificou o risco estrutural do local como alto, o que pode acarretar a continuação do aparecimento de novas falhas e eventos que podem levar a estrutura da garagem ao colapso parcial ou total. 

A Defesa Civil municipal, então, orientou a interdição imediata do local, com retirada dos veículos e a proibição do trânsito de automóveis e de pessoas, com o objetivo de garantir a segurança física e material das pessoas e de seus bens. 

Também foi recomendada a contratação, em caráter de urgência, de um profissional técnico/empresa habilitado para definir e orientar os ensaios/testes necessários, buscando a identificar as causas da recorrência das patologias, a fim de confeccionar laudo e projeto específico de escoramento e recuperação de toda a estrutura.

Por causa do problema e da desocupação do local pelos moradores do condomínio, na última quinta-feira, as ruas do entorno do residencial foram ocupadas pelos veículos. “Tem carro para tudo quanto é lado. Gente estacionando ao lado do Estádio Kleber Andrade, ocupando todas as ruas daqui e chegando inclusive perto da BR 262”, disse um morador, na ocasião.

Em 2016, a garagem do residencial também chegou a ser interditada. Na época, moradores informaram que a Defesa Civil foi acionada, esteve no residencial e isolou a área por motivos de segurança. No local, em alguns pontos a parte superior do estacionamento se sustentava através de escoras feitas de metal. Inúmeras rachaduras também foram encontradas. Além disso, uma laje estava cedendo.

Últimas