Folha Vitória Passageiro se recusa a entregar celular e leva coronhada dentro de ônibus na Serra

Passageiro se recusa a entregar celular e leva coronhada dentro de ônibus na Serra

A vítima contou que não queria entregar o aparelho porque já havia sido assaltado duas vezes na mesma rodovia

Folha Vitória
Foto: Reprodução / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um passageiro levou um golpe de coronhada após se recusar a entregar o celular para o criminoso durante um assalto a um ônibus do sistema Transcol. O crime aconteceu quando o coletivo passava pela BR 101 nas proximidades do bairro Jardim Tropical. 

A vítima, um homem de 37 anos, contou que seguia para o trabalho quando dois criminosos indaviram o coletivo.

A dupla aproveitou o momento de embarque e desembarque para entrar no ônibus pela porta do meio. Passageiros contaram que os dois homens estavam armados, e que um deles carregava uma escopeta calibre 12.

"Eles já entraram agressivos. Pedindo bolsa e celular de todo mundo e quem não deu ou demorou eles já agrediram", contou a vítima.

O ônibus da linha 508 havia saído do Terminal de Laranjeiras, na Serra, e seguia para o Terminal de Itaparica, em Vila Velha. O passageiro disse que não queria entregar o celular porque já havia sido assaltada duas vezes na mesma rodovia.

O rapaz contou que os criminosos não levaram o aparelho dele, mas levaram pertences de outros passageiros porque o ônibus estava lotado.

Depois de ser agredido, o homem recebeu atendimento médico. Apesar do corte, não foi preciso levar pontos no ferimento. A vítima procurou a delegacia para registrar o assalto.

Outro caso no mesmo dia

Ainda na manhã dE quinta-feira (08), outro ônibus foi assaltado também na Serra. Dessa vez, o crime aconteceu em uma rua do bairro Nova Carapina 2.

Uma das vítimas é uma técnica de enfermagem de 44 anos. Ela contou que o trio estava violento. Um homem que resistiu à ação dos criminosos e não entregou o celular também foi agredido.

"Um senhor que estava na nossa frente apresentou resistência. Eles deram um murro no peito dele, pegaram a mochila e saíram levando tudo. Uma menina não queria dar as coisas e eles perguntaram se ela queria morrer", disse a testemunha.

A técnica contou ainda que só não teve o celular levado porque esqueceu o aparelho em casa carregando, mas que todos os pertences que estavam na bolsa foram levados dentro do ônibus da linha 824.

"Nunca aconteceu comigo. Eu nunca esperava isso. Foi uma situação muito constrangedora. Eu fiquei com medo de morrer", contou.

A Polícia Civil informou que até o momento nenhum suspeito foi detido. Sobre a vítima que foi agredida no segundo assalto, a Polícia Militar informou que não houve flagrante e que o passageiro precisa registrar o boletim de ocorrência na Polícia Civil.

* Com informações da repórter Jéssica Cardoso, da TV Vitória/Record TV.

Últimas