Folha Vitória Planejamento urbano ligado à sustentabilidade é o futuro das cidades

Planejamento urbano ligado à sustentabilidade é o futuro das cidades

No Brasil e no mundo os indicadores apresentam maior desenvolvimento e qualidade de vida para as pessoas

Folha Vitória

Na última segunda-feira, 8, comemorou-se o Dia Mundial do Urbanismo, data instituída a fim de promover debates pertinentes sobre mobilidade, segurança, sustentabilidade e habitação urbana. O tema é também um dos assuntos na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP26), iniciada formalmente no dia 1º de novembro com a reunião de representantes de 195 países a fim de promover negociações diplomáticas para respostas eficientes aos impactos das mudanças climáticas nas metrópoles. Hoje, o planejamento urbano das cidades tornou-se um tópico extremamente necessário de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), pois a estimativa é que, até 2050, mais de 70% da população viva em zonas urbanas, sendo primordial a boa gestão dos centros.

De acordo com o ranking brasileiro Connected Smart Cities 2021, a cidade de Curitiba foi destaque no indicador “urbanismo”, ocupando o primeiro lugar na categoria. O levantamento, elaborado pela Urban Systems em parceria com a Necta e que mapeou mais de 677 municípios com mais de 50 mil habitantes no país, demonstrou que a capital paranaense, entre outros fatores, obteve nota máxima em zoneamento e chegou a 100% da população urbana vivendo em área de densidade populacional baixa ou média, fator positivo para o fluxo de transporte e moradia na metrópole. Não apenas isso, o município também integrou o urbanismo à sustentabilidade, tendo 100% dos domicílios urbanos atendidos com água encanada, esgotamento sanitário e coleta de resíduos sólidos.

Já em um panorama mundial, as cidades de Nova Iorque, Londres e Chicago foram as mais bem avaliadas na classificação em planejamento urbano, conforme o ranking do Cities in Motion Index 2020 (CIMI), pesquisa realizada pela IESE Business School University Of Navarra. Como o urbanismo está diretamente relacionado ao meio ambiente e a mobilidade, as cidades apresentaram também índices satisfatórios em transporte. Em Londres, por exemplo, o conceito de mobilidade sustentável já é bastante difundido pelo Departamento de Transportes para Londres (TFL) que investiu na integração de ciclovias, ônibus híbridos, metrôs e diversos outras alternativas de acessibilidade.

Apesar do notável avanço das cidades citadas, o crescimento populacional dos países fez com que a necessidade de expansão acontecesse, muitas vezes, sem o planejamento adequado nos municípios. Por isso, o envolvimento em soluções de mobilidade e planejamento urbano são a grande aposta das corporações que acreditam no futuro sustentável e nos benefícios das cidades inteligentes. A DEKRA, multinacional alemã líder no mercado de TIC (Teste, Inspeção e Certificação), é uma dessas empresas. Ela apoia estudos e tecnologias para projeção do espaço urbano de forma inovadora na Europa e no Brasil, além de ter um amplo portfólio de serviços voltados para a realização de testes de carros elétricos e outros transportes alternativos, que firmam sua parceria na promoção de segurança e sustentabilidade nas cidades.

Últimas