Folha Vitória PM terá novas Companhias Independentes em quatro municípios do ES

PM terá novas Companhias Independentes em quatro municípios do ES

Serão quatro novas companhias, sendo duas na Grande Vitória e outras duas nas cidades de Jaguaré e Pinheiros

Folha Vitória
Foto: Divulgação/ PMES
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

As medidas de reestruturação das forças de segurança do Espírito Santo, anunciadas na quarta-feira (11), pelo governador Renato Casagrande, incluem a criação de novas Companhias Independentes para a Polícia Militar.

Além de Nova Rosa da Penha, em Cariacica, e São Torquato, em Vila Velha, as novas companhias serão abertas também nas cidades de Jaguaré e Pinheiros, na região Norte do Estado. Atualmente, a maior parte da região é comandada pelo 2º Batalhão, localizado em Nova Venécia.

De acordo com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Douglas Caus, a instalação das Companhias Independentes nos municípios do interior significa a presença de uma tropa e Unidade dedicada especificamente para os municípios destas novas companhias.

"Os policiais militares destas Companhias Independentes farão contato com prefeitos, líderes comunitários e outros segmentos da sociedade local, aprimorando a qualidade do serviço prestado, fazendo contato direto com o Comando de Polícia Ostensiva Norte. Sem dúvidas, é uma grande conquista para a Polícia Militar do Espírito Santo, pois terá Unidades Independentes com autonomia total, prontas para servir e proteger nossa sociedade com um serviço de excelência e rápida resposta para as demandas locais", afirma.

Como será o efetivo das companhias?

A 18ª Companhia Independente da Polícia Militar, sediada no município de Jaguaré, abrangerá os municípios de Jaguaré, Rio Bananal e Sooretama. 

Já a 19º Companhia Independente da PM, sediada no município de Pinheiros, terá circunscrição nos municípios de Boa Esperança, Montanha, Mucurici, Pinheiros e Ponto Belo.

O coronel Douglas Caus ainda explica que a logística de efetivo das duas companhias será realizada, inicialmente, realocando o efetivo das áreas de circunscrição dos municípios, havendo uma readequação para atender as novas Unidades, além da adição de novos militares oriundos de concursos em andamento.

"A estrutura será de Companhia Independente, com comando de um Oficial Superior (Major) e subcomando de um Capitão. As companhias se subdividem em pelotões, geralmente comandados por tenentes", disse o comandante-geral.

A data de instalação das duas Companhias Independentes ainda não foi definida. Segundo o coronel, essa decisão ficará a cargo do governador do Estado, Renato Casagrande, após a aprovação do projeto na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales).

De acordo com dados do Observatório de Segurança Cidadã, do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), Jaguaré está em 11º lugar no ranking de casos de crimes ocorridos em 2021, com 18 registros. Pinheiros, com 13 casos, está na 15ª posição.

Os números levam em consideração os casos de homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal morte, confronto com a polícia e mortes no trânsito. Os dados são referentes entre janeiro e maio.

Batalhão de Missões Especiais será recriado no Estado

O governador anunciou também o retorno do Batalhão de Missões Especiais (BME), extinto em 2017 para a criação da Companhia Independente de Missões Especiais (Cimesp).

“Estamos criando dois batalhões, como o BME, que é fundamental para atuar em momentos de características diferenciadas, seja no diálogo ou no enfrentamento, e o Batalhão de Cães que funciona muito bem, principalmente, na identificação de drogas", afirmou o governador.

O retorno do BME foi uma das promessas de campanha de Casagrande, assim como o da Ronda Ostensiva Tática Motorizada. A Rotam, entretanto, não está prevista no plano de reestruturação anunciado.

Concurso para a PM será realizado ainda neste ano

Outra novidade anunciada por Casagrande é a abertura do concurso para a Polícia Militar, que prevê o preenchimento de 671 vagas na corporação. A previsão é que o concurso seja realizado ainda neste ano.

Serão 560 vagas para praças combatentes, 20 oficiais médicos, 20 oficiais dentistas, 5 oficiais farmacêuticos/bioquímicos, 2 oficiais médicos veterinários, 10 oficiais enfermeiros, 30 praças especialistas da saúde, 2 oficiais músicos e 22 praças músicos.

O governador disse que o objetivo é recompor as forças de segurança do Estado. "Chegamos ao governo sem efetivo e isso dificulta a parte operacional", afirmou em entrevista para uma rádio de Vitória.

Últimas