Folha Vitória Polícia intensifica operações em busca dos criminosos mais perigosos do ES

Polícia intensifica operações em busca dos criminosos mais perigosos do ES

O irmão do homem suspeito de chefiar tráfico de drogas no bairro da Penha foi preso na última segunda-feira (25)

Folha Vitória
Foto: Reprodução/Facebook
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Nos últimos anos, as operações policiais contra criminosos considerados perigosos têm se intensificado na Grande Vitória. Em diversas ações, a polícia conseguiu tirar armas, drogas e outros materiais ilícitos dos criminosos. Em alguns casos, suspeitos também foram capturados.

Em 2019, mais de 1.400 criminosos foram presos no Espírito Santo. Além disso, 900 mandados de busca e apreensão foram cumpridos. De acordo com o comandante-geral da Polícia Militar, Douglas Caus, em 2021, a polícia irá continuar agindo com a operação Sentinela. "Em 2020, a operação já demonstrou eficiência para a polícia e para a sociedade", ressaltou. 

A operação já teve início. Na última segunda-feira (25), no bairro da Penha, em Vitória, ela terminou com a prisão do irmão de um dos traficantes mais procurados do estado. Thiago Moraes Pereira Pimenta já possuía dois mandados de prisão em aberto por tráfico de drogas e atuava junto com o irmão, conhecido como "Marujo".

Na nova fase da operação Sentinela, além de Thiago, outras cinco pessoas  foram detidas e três armas, drogas e munições foram apreendidas. "A operação vem cumprindo seu objetivo com essas prisões, que é pender os grandes traficantes e homicidas, principalmente em cumprimento de mandados de prisão. Todos os suspeitos que foram detidos, são pessoas perigosas", explicou o comandante-geral. 

Thiago é irmão de Fernando Moraes Pereira Pimenta, o Marujo, de 27 anos. Segundo a polícia, o rapaz é envolvido no crime desde 2014. Ele é suspeito de chefiar o tráfico de drogas no bairro da Penha. Contra Marujo, há cinco mandados de prisão em aberto, por homicídios, tráfico de drogas e organização criminosa. "Ele é um dos grandes componentes do primeiro comando de  Vitória e do 'Trem bala'. É um individuo perigoso que está sendo caçado pela Polícia Militar", disse. 

HISTÓRICO 

Em janeiro de 2019, Marujo foi identificado pela polícia como um dos responsáveis pelo tiroteio que deixou três mortos e dois feridos, na divisa entre os morros da Piedade e do Moscoso

Em maio de 2019, enquanto jornalistas faziam uma cobertura sobre uma operação das Polícias Civil e Militar na região do bairro Bonfim, em Vitória, o carro de reportagem da TV Vitória foi incendiado. Marujo foi apontado pela Secretária de Segurança Pública como um dos suspeitos de mandar atear fogo no veículo. 

Em março de 2018, os irmãos Damião e Ruan Reis foram assassinados no morro da Piedade, com mais de 20 tiros. A polícia investiga o envolvimento de Marujo e Geovani Andrade Neto, o Vaninho, no crime. 

Do dia 1 ao dia 26 de janeiro, a polícia cumpriu 56 mandados de busca e apreensão em todo o Espírito Santo. Mais de 100 indivíduos foram detidos. De acordo com comandante-geral da PM, a operação continua com foco em Marujo e outros criminosos. "A operação tem início em janeiro e seguirá até o final do ano. Os grandes traficantes continuam sendo os alvos", ressaltou.  

*Com informações do repórter Douglas Camargo, da TV Vitória/Record TV. 

Últimas