Folha Vitória Polícia prende suspeito de recrutar assassinos de empresário de criptomoedas em Guarapari

Polícia prende suspeito de recrutar assassinos de empresário de criptomoedas em Guarapari

Ananias da Cruz Vieira foi preso na manhã desta terça-feira (02), apontado pelos agentes como intermediário no assassinato de Wesley Pessano em agosto desse ano, no Rio de Janeiro

Folha Vitória
Foto: Divulgação / Polícia Civil RJ
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Prisão foi feita em Guarapari por agentes da Polícia Civil do Rio de Janeiro

Um dos suspeitos de envolvimento no assassinato do empresário de criptomoedas Wesley Pessano, de 19 anos, ocorrido no Rio de Janeiro em agosto desse ano, foi preso em Guarapari, na manhã desta terça-feira (02). Ananias da Cruz Vieira estava escondido na cidade do litoral capixaba.

Ele é apontado pela Polícia Civil como um intermediário do crime. De acordo com a investigações, Ananias participou do recrutamento dos executores e efetuou os pagamentos aos executores após o homicídio ser concluído.

A prisão foi feita por agentes da 125ª DP de São Pedro da Aldeia, durante nova fase da operação “Pullback”. Com ele, já são oito presos por envolvimento com o crime. Um acusado segue foragido. 

Durante a operação, outros dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos, na cidade fluminense de Rio das Ostras, contra dois homens investigados no inquérito.

Empresário foi morto dentro de carro de luxo 

O investidor de criptomoedas Wesley Pessano, 19 anos, foi morto a tiros dentro de um carro de luxo no dia 4 de agosto em São Pedro da Aldeia (RJ). Outra pessoa que estava dentro do carro também ficou ferida.

Foto: Reprodução / Instagram
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Investidor de criptomoedas Wesley Pessano foi morto dentro do seu Porsche vermelho

O investidor morava em Cabo Frio. O crime aconteceu no final da tarde. O carro de Wesley, um porsche vermelho, foi apreendido e levado para 125ª DP de São Pedro da Aldeia, onde o caso passou a ser investigado.

Segundo apurado pela Polícia Militar, duas pessoas em um carro de cor prata pararam ao lado do carro de Wesley, renderam a vítima e atiraram contra ele varias vezes na altura do pescoço. Os suspeitos fugiram em seguida. Um cordão de ouro que Wesley usava no momento do crime teria sido levado pelos criminosos.

De acordo com investigações, Wesley teria ido até a comunidade para cortar o cabelo.

Últimas