Folha Vitória Preços dos alimentos sobem mais de 3% em setembro e puxam inflação na Grande Vitória

Preços dos alimentos sobem mais de 3% em setembro e puxam inflação na Grande Vitória

Enquanto no país a inflação fechou em 0,64%, na Grande Vitória o IPCA no mês passado foi de 0,83%, o maior para um mês de setembro desde 2003

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O setor de alimentação e bebidas foi o que mais contribuiu para a alta da inflação no mês de setembro, na Grande Vitória, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A variação mensal dos preços do grupo alimentação e bebidas ficou em 3,17%, entre agosto e setembro.

Com isso, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) na região metropolitana do Espírito Santo ficou mais alto que a média nacional. Enquanto no país a inflação fechou em 0,64%, na Grande Vitória o IPCA no mês passado foi de 0,83%. 

O índice foi o mais alto para um mês de setembro desde 2003, quando foi de 0,78%. No ranking das capitais com os maiores índices de inflação, Vitória ocupa a sétima posição.

De acordo com a coordenadora de divulgação do IBGE no Espírito Santo, Renata Coutinho Nunes, a pressão dos alimentos vem desde agosto. "As bebidas têm tido um destaque no mês de agosto — foi a principal variação — e setembro seguiu puxando a alta da inflação, que ficou em 0,83%", destacou.

Óleo, arroz, além de limão e tomate, foram os alimentos que mais impactaram no índice de preços em setembro. No entanto, outros setores da economia também tiveram influência na inflação do mês. "A terceira maior variação foi no preço das passagens aéreas, que ficou em cerca de 18%. Um outro impacto importante foi a gasolina", pontuou a coordenadora do IBGE.

Últimas