Folha Vitória Prefeitura do ES chama moradores para passeio em avenida com amigos e família

Prefeitura do ES chama moradores para passeio em avenida com amigos e família

Em março deste ano, Barra de São Francisco foi considerado um dos epicentros da variante inglesa do coronavírus. Atualmente, a cidade está classificada em risco moderado, mas convite foi alvo de críticas

Folha Vitória
Foto: ALES/ Hugo Binda
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Uma publicação da Prefeitura de Barra de São Francisco  -no site e nas redes sociais  - provocou estranheza e foi alvo de críticas ao convidar os moradores para fazer um passeio, chamando amigos e familiares, em uma avenida da cidade no próximo domingo (23), das 7 às 18 horas. 

O convite foi publicado nas redes sociais da prefeitura, mas foi apagado depois de comentários negativos de internautas criticando a ação. A prefeitura diz no convite que a Avenida Jones dos Santos Neves será fechada para que as pessoas possam aproveitar com mais segurança e lazer o domingo. Além disso, os presentes concorrerão a prêmios no sorteio do dia 4 de junho. 

Epicentro da variante inglesa

Em março deste ano, o município foi considerado um dos epicentros da variante inglesa do novo coronavírus, chamada pelos infectologistas de B117. Atualmente, Barra de São Francisco está classificada em risco moderado, de acordo com o último Mapa de Risco de covid-19, do governo do Espírito Santo, divulgado na sexta-feira (14).

Leia mais: Variante inglesa do coronavírus provoca aumento acelerado de novos casos no ES

Na opinião da infectologista Tâmea Possa, a iniciativa é preocupante, já que atividades de aglomerações podem contribuir para o aumento de casos e uma possível nova onda com altas taxas de contaminação da covid-19.

"A gente precisa olhar para o passado para ver quais são as possibilidades, a gente restringiu, diminuiu o número de casos. Se voltar a aglomerar, sem que toda a população esteja efetivamente vacinada, isso é, com as duas doses. Voltar a aglomerar, é permitir o retorno do alto número de casos", argumentou Tâmea.

Ela explicou ainda que aglomerações contribuem para que o vírus se propague e até mesmo se fortaleça.

"Infelizmente, a gente vê isso, e a implicação pode ser contaminação de mais gente e o surgimento de um vírus mais resistente. É uma corrente, um contamina outro, esse outro contamina outro. Não é o momento para a gente liberar como se estivéssemos protegidos", salientou. 

O Jornal Online Folha Vitória questionou a prefeitura sobre o convite e sobre as medidas de proteção contra a covid-19. Assim que responderem, esta matéria será atualizada. 

Veja o convite: 

Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Últimas