Prefeitura valida concurso para Educação, setor administrativo e Instituto de Previdência de VV

Ao todo, 539 candidatos foram classificados para a etapa de avaliação prática

Foto: Divulgação/Prefeitura de Viana
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O prefeito Max Filho validou o resultado do Concurso Público para as áreas da Educação e setor administrativo, de forma parcial, e para Instituto de Previdência de Vila Velha (IPVV), integral. As provas objetivas e discursivas, assim como a análise de título, foram aplicadas no primeiro semestre deste ano. A publicação está disponível no Diário Oficial desta terça-feira (11). Confira!

 O resultado do edital da Saúde já havia sido homologado no dia 2 de julho. A assinatura dos atos ocorreu durante a Assembleia Popular desta segunda-feira (10), na sala de reunião da Prefeitura de Vila Velha, e foi transmitida pelas redes sociais da PMVV. 

“O que estamos fazendo aqui é preservar a possibilidade de nomeação, cumpridas as exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal. Esse ato por si só não gera aumento de despesas pela municipalidade. A validade de um concurso público é de dois anos, prorrogáveis por mais dois anos”, explicou o prefeito Max Filho, ressaltando que a Lei 173/2020 prevê ainda a interrupção da contagem dos meses de validade do concurso durante a pandemia.

O secretário municipal de Administração e Finanças, Rafael Gumiero, ressalta: “O Concurso Pública prestigia o mérito na formação do quadro técnico da Prefeitura de Vila Velha. São três editais homologados. Os editais 02, 03, 04 de 2020. Sendo que o 02 e 03 ainda precisam de provas praticas para alguns cargos; sendo portanto homologações parciais”.

Prova prática

Vale destacar que o edital do IPVV foi homologado de forma integral, já os da Educação e do setor administrativo foram parciais, sendo homologados os cargos que não necessitam de prova prática ou curso de formação.

Ao todo, 539 candidatos foram classificados para a etapa de avaliação prática nos cargos de auxiliar de secretaria escolar (M03); secretário escolar (M04); professor educação especial na área de deficiência visual (P16); professor educação especial: bilígue (P14)/tradutor e intérprete – Língua Portuguesa – libras (P17)/libras (P18). Já o curso de formação é para o cargo S18 – Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental.

A Prefeitura de Vila Velha consultou o Ministério Público do Espírito Santo, por meio da 15ª Promotoria de Justiça Cível de Vila Velha, sobre uma proposta para aplicação dessas etapas, respeitando as normas de segurança sanitária neste momento de pandemia do coronavírus.