Folha Vitória Prevenção jurídica: o futuro das empresas no pós-pandemia

Prevenção jurídica: o futuro das empresas no pós-pandemia

Estar bem assessorado em questões jurídicas preserva a estrutura dos empreendimentos, evita conflitos contratuais e tributários

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Algumas etapas constantes no dia a dia de um empreendedor, é organizar as finanças, impostos, preocupar-se não só com a satisfação dos clientes, mas também dos funcionários e as diversas questões trabalhistas. O que nem todos lembram na hora de montar um negócio – seja ele de que tipo for. No entanto, é importante contar com um profissional para prestar assessoria jurídica, principalmente em um período tão crítico quanto o da pandemia, em que medidas como suspensões de contratos e demissões foram a saída para manter os empreendimentos ativos. É preciso se precaver para evitar possíveis conflitos judiciais e desestabilização financeira.

Quando o assunto é assessoria jurídica, a palavra de ordem é justamente a prevenção. Em um país como o Brasil, campeão de ações trabalhistas e excessivamente burocrático, contar com uma equipe especialista e atualizada nas legislações antes que a crise bata à porta é uma forma segura de prevenir o desgaste financeiro e abalo na imagem da empresa.

O advogado Antônio Augusto Genelhu Júnior destaca que contar com o apoio jurídico deve ser uma das primeiras atitudes a serem tomadas quando se opta por abrir um negócio. “O advogado atua em diversas frentes e é responsável por resolver e orientar desde situações ligadas à regularização de atividades trabalhistas como também sobre tributos, legislação empresarial, e outras questões que envolvem um negócio e que podem ser essenciais para o crescimento e sucesso da empresa, pautada desde o início em uma estrutura organizada administrativa e financeiramente”, explica ele.

No que diz respeito à pandemia, o advogado Márcio Dell’ Santo explica que os inúmeros benefícios oferecidos pelo governo durante o período, por exemplo, ainda geram dúvidas para muitos empresários, o que abre brechas para possíveis conflitos contratuais e tributários, além de dispêndio de recursos.

“Com uma assessoria jurídica, o advogado está sempre a par das normas trabalhistas e de suas atualizações, sendo assim, capaz de orientar preventivamente o empresário qual melhor posicionamento em diferentes situações que possam ser prejudiciais à empresa. E diferente do que se pensa, nós advogados não atuamos apenas em momentos de crises e processos já iniciados, mas a assessoria jurídica constante é cada vez mais essencial para empresas que querem crescer de forma saudável e dentro de todas as leis. É possível antecipar-se de forma a criar estratégias que defendam os interesses tanto internos quanto externos da empresa, além de melhorar o desempenho em questões societárias. Essa ‘divisão de tarefas’ faz com que os empresários foquem em outros pontos da companhia e no desempenho da mesma”, completa ele. 

Últimas