Folha Vitória Primavera: estação é ideal para iniciar tratamentos corporais

Primavera: estação é ideal para iniciar tratamentos corporais

Procedimentos não invasivos ajudam a combater a celulite e flacidez

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A primavera se aproxima e os cuidados com o corpo se intensificam. A estação é indicada para quem deseja iniciar os tratamentos corporais e se preparar para o verão. “Existe uma grande procura pelo público feminino para realização de procedimentos quando o verão chega. Os tratamentos corporais levam algum tempo até que seus efeitos se tornem visíveis, por isso, o recomendado é iniciar os procedimentos desejáveis com antecedência”, diz a dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) Karina Mazzini.

Alguns procedimentos não invasivos, que não precisam de cortes e anestesias, podem ajudar na preparação do corpo. A terapia com Ondas Acústicas é eficaz na redução da celulite do abdômen, coxas e bumbum. É através das ondas que são quebradas as fibras da celulite, água e toxinas acumuladas no local. “O processo permite o maior fluxo de sangue, o que estimula a produção de células de colágeno e elastina, permitindo uma pele mais firme”, destaca a dermatologista Karina Mazzini. O tratamento promete melhorar o aspecto da pele desde a primeira sessão.

Outro tratamento que promete acabar com a flacidez e a gordura localizada juntos é o Ultrassom Macrofocado. A tecnologia atua na queima das células de gordura do corpo, a partir da emissão de energia de alta intensidade, em diferentes profundidades. “As altas temperaturas atingem desde as camadas mais superficiais da pele até as mais profundas, o que possibilita a produção e até remodelação do colágeno e o aumento da espessura da pele”, afirma Karina Mazzini.

O tratamento é indolor e pode ser utilizado em diversas regiões do corpo, desde a gordurinha do sutiã do braço até a posterior de coxa. “Os resultados ainda podem ser acelerados se o procedimento com ondas acústicas for agregado ao tratamento”, pondera a dermatologista Karina. A avaliação com um profissional é importante para definir o melhor procedimento. Mas, os cuidados diários com a saúde serão aliados nesse processo. “Vale lembrar que a prática regular de atividade física e uma alimentação equilibrada contribuem para potencializar e até mesmo garantir resultados permanentes”, diz.

Já a dermatologista Irene Baldi diz que a procura por tratamentos que combatem as estrias são muito procurados nesta época que antecede o verão. “Temos várias opções de tratamentos: microinfusão de medicamentos na pele (MMP), os lasers CO2 e Pixel, além da luz pulsada. É preciso analisar cada caso para indicar o melhor para o paciente”, diz a médica, que também é membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Para o contorno e flacidez corporal e fácil, Irene Baldi recomenda os bioestimuladores de colágeno, principalmente a partir dos 40 anos. “É um dos tratamentos mais eficientes do mercado para quem deseja ativar a formação de colágeno da pele”, afirma.

Ozonioterapia em alta

Um aliado para ajudar a deixar o corpo em forma é a Ozonioterapia, feita a partir do Ozônio medicinal, uma mistura de gás oxigênio com o gás ozônio usado para fins medicinais e na saúde integrativa.

O seu uso no tratamento corporal é amplo, pois pode ser aplicado em protocolos para tratar celulite, gordura localizada, flacidez, segundo a biomédica do espaço PB Saúde Integrada Juliana Pedrosa Sarmento. “Ao penetrar no corpo, a Ozonioterapia rompe a membrana celular das células de gordura. Isso a faz se soltar e ser metabolizada pelo próprio corpo, resultando numa melhora do contorno corporal e da saúde como um todo”, diz.

O procedimento também serve para combater a celulite, em seus diferentes tipos e graus, e o resultado é uma pele mais lisa, firme e oxigenada. “O Ozonioterpaia atua nos diferentes graus de celulite, devido ao efeito lipolítico e oxigenador que desencadeia um aumento da vascularização e diminuição da gordura da região, além de estimular à produção de colágeno”, afirma Juliana.

A quantidade de sessões varia conforme o grau do paciente, por isso o recomendado é realizar uma avaliação antes de iniciar o tratamento. A biomédica do espaço PB Saúde Integrada Juliana Pedrosa Sarmento dá a dica para quem deseja resultados ainda mais satisfatórios. “Cuidar da saúde e, principalmente, da alimentação é extremamente importante durante o tratamento”, reforça.

Últimas