Folha Vitória Profissionais desqualificados fazem marketing ser desvalorizado

Profissionais desqualificados fazem marketing ser desvalorizado

Com a falta de qualificação dos profissionais de marketing, pesquisa aponta que a publicidade paga é vista como uma tática superestimada

Folha Vitória
Foto: Divulgação/DINO
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A falta de mão de obra qualificada tem sido um problema em diversos setores do mercado brasileiro. De acordo com um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), somente 18% dos trabalhadores que buscam emprego no país têm algum tipo de qualificação, fazendo com que muitas empresas tenham dificuldades para expandir seus negócios.

Um dos setores afetados por esse problema é o setor de marketing, que, como consequência, vem sendo desvalorizado. A pesquisa “State of Inbound”, do Hubspot, apontou que os comerciantes acreditam que a publicidade paga é uma tática de marketing superestimada. A pesquisa é realizada anualmente com mais de 4.000 empresas e marcas do mundo todo e fornece dados sobre comportamentos e atitudes dos profissionais de marketing.

Foi apontado ainda que 39% dos profissionais de marketing acham que a estratégia de marketing das empresas para as quais trabalham não é eficaz. Douglas Cardoso, sócio-fundador da Digimax AdTech, explica que são poucas empresas que implementam as estratégias certas para o negócio. “Infelizmente o mercado está cheio de pessoas e empresas que trabalham com marketing mas que não são credenciadas e, portanto, não possuem qualificação suficiente na área. No entanto, quem investe com quem realmente entende do assunto, consegue lucrar muito mais”, diz o especialista. 

De fato, uma pesquisa realizada pela consultoria McKinsey mostrou que as empresas brasileiras que souberam se posicionar melhor no meio on-line conseguiram lucrar até 3 vezes mais do que as demais. Além disso, dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) apontaram que 70% dos consumidores já realizaram alguma compra clicando em uma campanha de e-mail marketing, por exemplo.

Cardoso explica que marketing digital é muito mais do que pagar anúncios no Facebook e no Google. “É preciso ter um bom branding e elaborar estratégias eficientes de conversão para o negócio, só assim a marca conseguirá se conectar com potenciais clientes e aumentar o faturamento. Investir em uma empresa credenciada e qualificada para trabalhar com marketing faz toda a diferença”, finaliza Douglas.

Últimas