Folha Vitória Projeto abre 800 vagas em cursos de capacitação para jovens na Grande Vitória

Projeto abre 800 vagas em cursos de capacitação para jovens na Grande Vitória

O projeto Emprega Mais tem como intuito ofertar cursos de qualificação para jovens desempregados; as ofertas serão abertas em acordo com as demandas das empresas interessadas

Folha Vitória
Foto: Reprodução / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A busca pela inserção no mercado de trabalho está na lista de boa parte dos jovens e encontrar essa vaga nem sempre é uma tarefa muito fácil. Outro ponto que também preocupa estes novos cidadãos é a qualificação necessária para a ocupação dos cargos almejados. Tendo essa situação em vista, um projeto decidiu das uma ajuda a esses jovens que estão atrás de qualificação.

A estudante Ândria Duas Fortunato, de 18 anos, está inserida nesse grupo de jovens. Ela que concluiu o ensino médio no final do ano passado, já participou de vários cursos de capacitação, incluindo a área da beleza. A jornada de qualificações começou em 2015 e na época a estudante tinha a esperança de conseguir um emprego, mas até o momento esse sonho não foi realizado.

"Eu fiz informática básica, manutenção e desmontagem de computadores, administração, robótica educacional, matemática básica, design de sobrancelhas e unha de gel. Eu esperava conseguir um emprego mas foi uma decepção", contou a jovem.

Com uma série de capacitações em mãos e na busca por uma colocação no mercado de trabalho, a estudante decidiu se inscrever no projeto Emprega Mais, que consiste em uma ação conjunta entre o Ministério da Economia em parceria com uma empresa capixaba de recrutamento que vai ajudar centenas de jovens de 18 até 29 anos da Grande Vitória a ter a carteira assinada.

O amparo do projeto vai acontecer por meio de cursos em diferentes áreas e também do monitoramento da abertura de novas vagas nas empresas interessadas em participar do projeto. Os cursos serão ofertados tendo como base os perfis desejados pelas empresas. 

Os interessados devem se inscrever no projeto até o dia 21 de março no site Emprega Mais

De acordo com a mestre em Políticas Públicas Ana Cláudia Simões, o processo em questão não é uma simples formação acadêmica e que os candidatos terão um acompanhamento durante todo o processo até depois da contratação.

"Não é um curso que você capacita e joga para o mercado, a pessoa vai participar de uma capacitação robusta, são 250 horas com teoria e prática, depois nós também vamos entrar em contato com empresas que, dentro dos ramos dos cursos, tenham interesse em bons empregados. Os currículos serão apresentados e as pessoas apresentadas a essas empresas. Aqueles que forem selecionados vão ter a carteira assinada e nós ainda vamos acompanhar depois da contratação a satisfação do empregado e do empregador na perspectiva de intervir preventivamente e não haver a situação do desemprego", explicou.

Ao todo, o projeto vai atender 800 jovens que estejam desempregados e segundo a coordenação, é preciso ter pelo menos o ensino fundamental completo.

"Nós vamos aceitar até 2.000 inscrições e em seguida um avaliador independente, que é contratado pelo Governo Federal, vai fazer um sorteio e desse total serão sorteados 800 e esse selecionados serão convocados para realizar o curso", disse.

As aulas devem começar na primeira quinzena de abril. Enquanto isso, a jovem Ândria já faz planos para quando começar a receber o salário todo mês e além de ajudar a família que mora no bairro Bubu, em Cariacica, ela pensa além.

"Ajudar meus pais, com as coisas do dia aqui em casa depois tirar minha carteira de habilitação de moto e de carro e depois construir minha própria casa e montar meu próprio negócio", contou a jovem.

* Com informações da repórter Fernanda Batista, da TV Vitória/RecordTV

Últimas