Folha Vitória Projeto de lojas virtuais no ES auxilia vendas na pandemia

Projeto de lojas virtuais no ES auxilia vendas na pandemia

Iniciativa possibilita a comercialização online de produtos de comerciantes de três municípios capixabas

Folha Vitória
Foto: Divulgação/TJES
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Os pequenos empreendedores dos municípios capixabas de Marilândia, Baixo Guandu e Colatina têm uma alternativa para manter as vendas e enfrentar a pandemia do coronavírus com segurança. A criação de lojas virtuais vem auxiliando na divulgação e comercialização de produtos, por meio do ambiente eletrônico, o que possibilita ao consumidor a comodidade de adquirir e receber os itens sem sair de casa.

O projeto, criado pela Associação Comercial e Empresarial de Governador Valadares (ACE-GV), foi desenvolvido pela APIKI WordPress para ajudar os pequenos comerciantes a enfrentar o contexto da Covid-19, de isolamento social. A Fundação Renova apoiou a iniciativa e abriu espaço para a inclusão de negócios locais em municípios atingidos, além de oferecer treinamento digital. O projeto, iniciado em março, foi estendido até dezembro de 2020.

O consumidor pode escolher uma variedade de produtos para café da manhã, lanches e refeições, com itens feitos artesanalmente. Dentre os itens comercializados on-line estão frutas e verduras agroecológicas, queijos da roça, tortas, guloseimas, quitutes para petiscos, salgados, doces e bolos confeitados.

Segundo pesquisa da empresa internacional de sistemas de pagamento ACI Worldwide, o comércio eletrônico do segmento de comida cresceu 62% desde o início na quarentena no Brasil.

Ao todo, por meio do projeto, foram lançadas 40 lojas virtuais em toda a bacia do rio Doce, sendo três no Espírito Santo. Os empreendedores que não tinham presença digital receberam kits de divulgação com logomarca e portfólio e aprenderam a criar contas e posts em mídias sociais.

Leyse Cruz, analista da área de Economia e Inovação da Fundação Renova, explica como foram escolhidas as lojas lançadas em parceria. “Por meio do banco de dados dos Programas de Economia e Inovação, identificamos e sensibilizamos os produtores impactados para participar do projeto da ACE. Também ajudamos a construir as lojas, incluindo produtos, preços, informações, e validamos o conteúdo final com os comerciantes”, afirma.

Ana Lage, líder do programa de Economia e Inovação, destaca o crescimento do marketing digital, que se tornou uma ferramenta importante para manutenção e continuidade das atividades dos pequenos negócios durante a pandemia. "Comprar dos pequenos negócios dá força aos empreendedores que vivem ao longo do rio Doce e que tiveram suas atividades interrompidas em função do avanço da Covid-19. A comercialização dos produtos locais também gera trabalho e renda e faz a economia girar dentro das comunidades e distritos em um momento tão necessário", diz.

Confira abaixo, os endereços eletrônicos das lojas virtuais capixabas:

Loja Forno de Minas - Baixo Guandu (ES)

https://fornodeminas.aceloja.com.br/

Loja Sabores e Saberes - Colatina (ES):

https://saboresesaberes.aceloja.com.br/

Parada 248 - Marilândia (ES):

https://parada248.aceloja.com.br/

Mais informações sobre a reparação executada até aqui podem ser acessadas em: https://www.fundacaorenova.org/cincoanos/

Últimas