Folha Vitória Projeto vai oferecer capacitação para 300 professores pelo país; Baixo Guandu é uma das cidades contempladas

Projeto vai oferecer capacitação para 300 professores pelo país; Baixo Guandu é uma das cidades contempladas

O objetivo do projeto é qualificar os educadores e ampliar o acesso de crianças e jovens ao esporte dentro e fora da escola

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A partir desta segunda-feira (21), o projeto Formação Continuada de Professores da Rede Pública, promovido pelo Instituto Esporte & Educação (IEE), irá oferecer capacitação para professores e gestores da área da educação com metodologia voltada para o esporte educacional. Baixo Guandu, no noroeste do Espírito Santo, é uma das cidades por onde o projeto irá atuar. 

O objetivo do projeto, que já é realizado há oito anos, é qualificar os profissionais da área e ampliar o acesso de crianças e jovens ao esporte dentro e fora da escola. 

Neste ano, serão transmitidos eventos online de lançamento de cada polo pela plataforma Meet, reunindo os participantes de cada cidade, além de profissionais do IEE e porta-vozes das empresas que apoiam o trabalho. O projeto irá capacitar cerca de 300 profissionais em cinco cidades de três estados. Dentre elas, a cidade capixaba de Baixo Guandu, que terá o polo lançado no dia 30 de setembro.  

Nesta segunda-feira, será lançado o primeiro pólo em Porto Nacional (TO). No dia 23, o projeto será lançado em Miracatu (SP). Em seguida, no dia 28, será a vez de Itapira (SP) receber o Formação Continuada. No dia 2 de outubro, Lorena (SP) fecha a programação de eventos online. Ao longo dos próximos meses, os profissionais dos municípios terão cerca de 50h de aulas, divididas em 3 módulos.

O coordenador da IEE, Fábio D'Angelo, lembra que, para se adaptar ao atual momento, com a pandemia da covid-19, o conteúdo do Formação Continuada de Professores será levado aos participantes por meio de uma plataforma online de Ensino à Distância. “Os conteúdos para a formação na plataforma EaD são os mesmos que tínhamos organizados e sistematizados para a proposta de capacitação presencial. Eles ganharam uma nova configuração e estão sendo desenvolvidos pelas ferramentas como vídeo-aulas, fóruns virtuais, webinários e atividades de checagem”, conta. 

Últimas