Folha Vitória Protocolos de segurança são reforçados por estabelecimentos em meio à pandemia

Protocolos de segurança são reforçados por estabelecimentos em meio à pandemia

Números expressivos de casos de COVID-19 e influenza pelo país levam estabelecimentos a investirem mais em proteção

Folha Vitória
Foto: Divulgação/DINO
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Desde março de 2020, quando foi decretada oficialmente a pandemia da COVID-19 no Brasil, as empresas e os estabelecimentos foram obrigados a realizar a adaptação de suas instalações para que houvesse a proteção necessária no combate à pandemia. Cerca de dois anos depois e com um impacto devastador nas esferas social, econômica e humana ainda sendo sentido em todo o mundo, a sociedade ainda enfrenta uma série de restrições e limitações para evitar o contágio do coronavírus. Com a variante Ômicron com forte presença pelo país, reflexos estão sendo sentidos diretamente, por exemplo, na aviação do Brasil, visto que centenas de voos já foram cancelados devido à infecção de tripulantes, segundo o Hotelier News. Além disso, é crescente no mundo a onda de propagação da influenza, que está levando as pessoas a enfrentarem sintomas como dor de cabeça, febre alta, dor de garganta e tosse.

Segundo o consórcio de veículos de imprensa, a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, mais de 25 milhões de casos e mais de 625 mil mortes já foram provocadas pela pandemia da COVID-19 no Brasil. Já em relação à influenza, segundo levantamento da CNN Brasil divulgado no último dia 11, onze estados já registraram mortes pela variante H3N2 da influenza, sendo que três estados confirmam cenário de epidemia: Rio de Janeiro, Paraíba e Pernambuco, e outros cinco estados afirmam que estão em situação de surto: Espírito Santo, Rondônia, Rio Grande do Norte, Goiás e Pará. Segundo o Painel Influenza do governo federal, já foram aplicadas mais de 65 milhões de doses da vacina contra a gripe até o momento, entretanto, o número fica cerca de 12 milhões abaixo do público alvo estipulado, de cerca de 79 milhões.

Diante dessa situação, estabelecimentos das mais diversas áreas, como restaurantes, hotéis, estádios e baladas estão sendo levados a reforçar os protocolos de higiene e segurança visando uma maior proteção de funcionários e visitantes, alguns destes locais inclusive exigindo a apresentação da carteirinha com esquema vacinal completo. Segundo o portal Revista Hotéis, a tecnologia continuará sendo uma forte aliada no combate COVID-19 e na proteção frente à influenza, desenvolvendo soluções e agregando valor às experiências do hóspede.

Essas ações já impactam o segmento hoteleiro: a rede francesa B&B Hotels, por exemplo, implantou soluções contactless através de QR Code em seus hotéis, além do fato de todos os empreendimentos da marca no país serem certificados com o selo Safeguard de proteção. Além disso, a marca está indicando a obrigatoriedade da apresentação da carteirinha de vacinação nos hotéis do Rio de Janeiro, que virou lei desde dezembro de 2021.

Últimas