Folha Vitória Quadrilha que roubava caixas eletrônicos no ES espionava funcionários. Veja o vídeo!

Quadrilha que roubava caixas eletrônicos no ES espionava funcionários. Veja o vídeo!

De acordo com as investigações da polícia, o grupo composto por cinco suspeitos monitorava os funcionários dos estabelecimentos e sabia até o endereço deles

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Quadrilha suspeita de participar de uma organização criminosa especializada em roubos a caixas eletrônicos no Espírito Santo monitorava a rotina dos funcionários três meses antes de cometer o assalto.

A ocorrência mais recente, segundo a Polícia Civil, aconteceu em 7 de junho, em um posto de combustíveis localizado na Ilha de Santa Maria, em Vitória. 

Duas pessoas já foram autuadas e levadas para o presídio suspeitas de participar da organização. Um vídeo divulgado pela Polícia Civil mostra o primeiro supermercado em Jacaraípe, na Serra, que foi invadido pelos suspeitos. Um deles aparece nas imagens rastejando e empurrando o que parece ser um equipamento. Em seguida, um comparsa também aparece.

De acordo com o delegado, Gabriel Monteiro, os dois homens integram uma quadrilha especializada em roubos a caixas eletrônicos no Estado. As imagens foram registradas por câmeras de segurança do estabelecimento.

"Nós tivemos o primeiro roubo, cometido por essa quadrilha, em agosto de 2020. diante disso, começamos a intensificar as investigações. Começaram a ocorrer novos roubos, no total podemos mostrar seis roubos", afirmou o delegado.

A polícia disse, ainda, que a quadrilha agiu nos municípios de Vila Velha, Fundão, Cariacica e Serra. Eles cometiam os crimes durante a madrugada, quando os estabelecimentos comerciais estavam fechados ou vazios. 

Durante a prisão, na casa de um dos suspeitos os policiais encontraram munições e drogas. De acordo com a PC, dos cincos suspeitos, quatro são moradores do Espírito Santo. 

O quinto suspeito, que seria o especialista no corte aos caixas eletrônicos, mora em outro Estado que não divulgado pelos investigadores. 

"Tinham um integrante de outro Estado. Ele era responsável por cortar os caixas eletrônicos. Um outro elemento fazia o reconhecimento e monitorava toda a rotina dos funcionários. Sabendo até, inclusive, onde moravam e informações sobre familiares. Dois indivíduos rendiam os funcionários no momento do crime, mediante violência. Um vigilante precisou ser hospitalizado. Enquanto isso, os outros dois entravam no estabelecimento pra cortar os caixas eletrônicos", esclareceu o delegado.

No dia 5 de maio deste ano, os assaltantes agiram em um posto de combustíveis no bairro Nova Itaparica, em Vila Velha. 

Segundo os investigadores, as imagens mostram o suspeito roubando um aparelho onde todo o circuito de segurança ficava registrado. Na mesma cena, aparece um guarda-sol. O delegado explicou que o acessório era usado pelos suspeitos para disfarçar os crimes. 

"Eles utilizavam mascaras, boné, guarda-chuvas, subtraiam os DVRs, dificultando ainda mais as investigações da polícia", afirmou.

A polícia não divulgou o valor levado pelos suspeitos durante os seis assaltos, mas disse que é uma quantia alta. A informação permanece em sigilo a pedido das vítimas. A quadrilha entrou em postos de combustíveis e supermercados. 

O primeiro crime apontado pela PCES aconteceu no dia 10 de agosto de 2020, em um posto localizado em Jacaraípe, na Serra. No dia 12 de março deste ano, foi arrombado um caixa eletrônico de um estabelecimento em Fundão.

Em maio deste ano, foram mais três crimes desse tipo: um no dia 5, em Nova Itaparica, Vila Velha; outro no dia 7, em São Torquato, no mesmo município; e outro no dia 10, em Vila Capixaba, Cariacica. As investigações foram conduzidas pela Delegacia Especializada de Roubo a Bancos (DRB).

*Com informações da repórter Suellen Araújo, da TV Vitória / Record TV.

Últimas