Folha Vitória Quase mil casos de covid-19 já foram registrados em asilos no Espírito Santo

Quase mil casos de covid-19 já foram registrados em asilos no Espírito Santo

Segundo o MPES, foram registrados 50 novos casos e oito novas mortes decorrentes da doença nesses locais, na comparação com o relatório anterior

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Quase mil casos do novo coronavírus já foram identificados em Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIs) no Espírito Santo. De acordo com o relatório semanal elaborado pelo Centro de Apoio Cível e Defesa da Cidadania (CACC) do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), foram confirmados 986 casos de covid-19 nesses asilos no período entre o dia 16 de abril e a última segunda-feira (2).

O boletim aponta que foram registrados 50 novos casos de contaminação pelo novo coronavírus e oito novas mortes decorrentes da doença nesses locais, em relação ao relatório anterior, do dia 21 de outubro. Desse modo, aumentou para 566 o número de casos de residentes idosos contaminados, para 420 os casos de covid-19 entre os trabalhadores das instituições e para 98 o número de óbitos decorrentes da doença em residentes.

O crescimento entre os residentes foi verificado nos municípios de Guarapari (19 casos), Ecoporanga (11), Vila Velha (2), Serra (1), Marechal Floriano (1) e Bom Jesus do Norte (1), contabilizando 35 novos casos. Já os 15 novos casos de contaminação de funcionários foram constatados em instituições de Vila Velha (5), Linhares (3), Guarapari (2), Marechal Floriano (2), Ecoporanga (1), Vitória (1) e Nova Venécia (1). Quanto ao número de óbitos decorrentes da covid-19, foram constatados nos municípios de Vila Velha (5), Guarapari (2) e Ecoporanga (1).

Os asilos de Vila Velha foram os que registraram mais casos de contaminações de idosos e funcionários, com 110 idosos residentes e 105 trabalhadores infectados. Na Serra, são 86 residentes e 57 funcionários contaminados. Em Vitória, foram registrados 86 casos entre residentes e 54 casos entre funcionários das instituições.

As demais cidades com mais idosos com a covid-19 nas instituições são: Guarapari (41), Colatina (32), Alegre (26), Cachoeiro de Itapemirim (24) e Ecoporanga (24). Vila Velha, Vitória e Serra registram os maiores casos de óbitos de idosos, com 27, 17 e 14 casos, respectivamente. O relatório também indica que a taxa de letalidade estadual na população idosa residente nos asilos em 2 de novembro chegou a 17,31%, ante 12,42% na população idosa total em 4 de novembro.

O CACC possui registro de 92 instituições que respondem ao formulário, divididas em 36 municípios do Estado. Desse total, 17 instituições não reportaram contaminação entre seus usuários ou trabalhadores até o dia 2 de novembro. Nessa data, 2.067 pessoas idosas residiam nesses serviços.

Últimas