Folha Vitória Quem comandará a Liga das Escolas do Grupo Especial? Eleição segue indefinida após impugnação de chapa

Quem comandará a Liga das Escolas do Grupo Especial? Eleição segue indefinida após impugnação de chapa

A chapa com o maior número de votos na última segunda-feira (19), encabeçada por Edson Neto, foi impugnada pela Comissão Eleitoral

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Mesmo após a eleição para a presidência da Liga das Escolas de Samba do Grupo Especial (Liesge), ocorrida na noite da última segunda-feira (19), o cenário ainda é de incerteza sobre quem comandará o Carnaval Capixaba a partir de  abril de 2021. Isso porque a chapa que recebeu a maioria dos votos, encabeçada por Edson Neto, então presidente da Liga Espírito-santense de Escolas de Samba (Lieses), foi impugnada pela comissão eleitoral, por supostos problemas na documentação apresentada. 

A chapa “Juntos Somos Mais Fortes” recebeu votos das escolas de samba Unidos de Jucutuquara, Novo Império, Andaraí e Pega no Samba. A chapa concorrente, que após a impugnação foi declarada vencedora, tem como presidente o atual mandatário da Liesge, Edvaldo Teixeira, e recebeu três votos: Piedade, Mocidade Unida da Glória e Boa Vista.

Segundo a comissão eleitoral, Edson Neto não teria pedido afastamento do cargo de presidente da Lieses durante o período eleitoral, fato negado pelo concorrente.  Agora a chapa “Juntos Somos Mais Fortes” promete recorrer da decisão. 

NOVA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 

Na tarde desta terça-feira (20), as escolas de samba Novo Império, Pega no Samba, Andaraí e Jucutuquara emitiram um edital de convocação para as sete escolas pertencentes à Liesge para uma nova Assembleia Geral Extraordinária no próximo dia 26 de outubro. O objetivo será a ratificação ou anulação dos atos da Comissão Eleitoral e antecipação das eleições aos cargos da diretoria executiva, e dos membros dos conselhos Deliberativo, Fiscal e de Ética para o quadriênio 2021-2024. 

Últimas