Folha Vitória Rede Vitória e Sinduscon fazem parceria para a valorização da construção civil

Rede Vitória e Sinduscon fazem parceria para a valorização da construção civil

O lançamento do projeto “Construção Civil: o motor da economia” foi realizado na sede da Rede Vitória, na Praia do Canto

Folha Vitória
Foto: Vitor Machado
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Responsável por 4,5% do PIB do Espírito Santo, a indústria da construção civil conta, apenas no estado, com mais de quatro mil estabelecimentos formais e é responsável por criar 56 mil vagas de trabalho com carteira assinada, além de outros 132 mil empregos indiretos, e movimentar, por mês, uma massa salarial de R$ 90,7 milhões.

A cada R$ 1 milhão em investimentos, a construção civil brasileira, apenas na área residencial, cria em torno de sete empregos diretos e 12 indiretos. Levando em consideração os efeitos diretos, indiretos e induzidos, esse mesmo valor investido geraria investimento total na economia de R$ 2,46 milhões, um aumento de R$ 1,12 milhão no PIB e uma arrecadação de R$ 620 mil em tributos, como o pagamento de PIS e de Cofins.

> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas pelo WhatsApp? Clique aqui e participe do nosso grupo de notícias!

Os bons números da indústria da construção civil e uma necessidade de valorização dessa atividade econômica, que é a segunda maior, atrás apenas do agronegócio, motivaram a Rede Vitória, em parceria com o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Espírito Santo (Sinduscon ES) a criar o projeto “Construção Civil: o motor da economia”. 

A iniciativa visa a produzir e veicular conteúdos relacionados a toda a cadeia da construção civil, mostrando a potência desse setor e todos os movimentos econômicos que ele gera em outros segmentos.

“A indústria da construção é estratégica na sustentação do desenvolvimento econômico devido aos seus elevados encadeamentos produtivos com outros setores. Além disso, a construção exerce um importante papel social, principalmente em função da geração de emprego e renda; na redução do déficit habitacional no país, e na melhoria na infraestrutura com respeito ao meio ambiente. Essa atividade influencia na qualidade de vida da população”, afirma o presidente do Sinduscon, Douglas Vaz.

Segundo o diretor-executivo da Rede Vitória, Geraldo Vimercati, a construção civil faz parte de uma cadeia muito grande de produtos e serviços. 

”A construção faz apartamentos, pontes, shoppings, estradas; a construção civil é muito rica. Nosso projeto é um trabalho a longo prazo de valorização desse setor. Criamos condições para veicular VTs na grade falando de cada segmento, como aço, vidro, revestimento etc.. E também faremos conteúdo, de forma crossmedia, em todas as plataformas da Rede Vitória. Inclusive, vai haver um editor-chefe desse projeto para conversar com todos os editores dos nossos programas e incluir a pauta da construção civil nas oportunidades da rede.”

O presidente do Sinduscon destaca que a construção civil não é só a valorização dos imóveis e apartamentos, mas vai muito mais além. 

“A construção civil carrega junto com ela vários setores da economia e da indústria, porque há a demanda por ferro, vidro, cimento, mão de obra e por aí vai. E por algum tempo a indústria da construção civil ficou um pouco marginalizada.” Por isso, para ele, agora a sociedade precisa conhecer a importância da construção civil e dos segmentos que andam junto com ela.

Veja a galeria de fotos do lançamento do projeto “Construção Civil: o motor da economia”

Últimas