Folha Vitória Rede Vitória terá supercobertura nas eleições 2020

Rede Vitória terá supercobertura nas eleições 2020

Serão 24 pesquisas de intenção de voto e mais produção de conteúdo multiplataforma para ajudar eleitor a decidir quem sairá vitorioso das urnas

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um marco na história política do Estado. Assim vai ser a cobertura das eleições 2020 na Rede Vitória, grandiosa e muito além das pesquisas. E olha que será o maior conjunto de pesquisas eleitorais realizadas no Estado nos últimos 10 anos. O eleitor terá, por meio de todas as plataformas, informação precisa e de qualidade que o ajudará a decidir quem são os candidatos mais preparados para assumir os municípios e entregarem o melhor para a população.

Segundo o diretor-executivo da Rede Vitória, Geraldo Vimercati, todos os veículos da rede estarão empenhados em oferecer conteúdo de qualidade, credibilidade e planejado para ganhar destaque, em um momento que pode ser um divisor de águas na política nacional. Será um marco na cobertura política do Estado.

“Este ano o cenário político para o Brasil e para todos os municípios será muito forte e a Rede Vitória tomou a decisão de demarcar este momento. Vamos informar o eleitor da melhor forma possível para que ele fique seguro em relação à escolha que vai fazer nas urnas. Toda a Rede Vitória vai se empenhar para oferecer o máximo de qualidade, credibilidade e com a abrangência que o cidadão do Estado está acostumado a ver”, atestou Geraldo Vimercati.

Para isso, os planos já estão traçados e vão além das pesquisas. Segundo Alexandre Carvalho, toda a cobertura será dividida em dois eixos: um retrato do cenário para o eleitor e um levantamento minucioso sobre os desafios enfrentados pelos municípios capixabas.

“Teremos uma cobertura robusta, primeiro com um retrato do momento, por meio de pesquisas de intenção de voto. Será o maior número de pesquisas realizadas por um veículo de comunicação capixaba em 10 anos e isso é muito representativo. Teremos todas a nossas plataformas de comunicação empenhadas em divulgar as informações sobre o pleito e, ao mesmo tempo, vamos contar com a ajuda de analistas que vão fazer recortes para transformar esse retrato de momento em informação para o eleitor”.

Séries temáticas

O segundo eixo, segundo o superintendente de conteúdo da Rede Vitória, é falar dos desafios dos municípios capixabas, com séries temáticas que serão apresentadas na TV Vitória, na Rádio Jovem Pan News, no Folha Vitória e em todas as plataformas disponíveis na Rede Vitória.

“Nosso objetivo é mostrar para o eleitor como a eleição vai mudar a vida dele. Para isso, vamos criar conteúdos que vão gerar engajamento e ao mesmo tempo vão tornar nossos veículos de comunicação e seus telespectadores, usuários e ouvintes, participantes comuns de todo o processo político. Para isso, vamos utilizar todas as nossas plataformas e discutir temas como saneamento, segurança, saúde, ordenamento urbano e assuntos que devem ser pensados pelos futuros gestores municipais para que a população seja atendida da melhor forma possível”, disse Alexandre.

Além do conteúdo multiplataforma, que será construído com riqueza de elementos e informações, a Rede Vitória também vai levar ao eleitor a informação sobre como pensam os concorrentes às prefeituras com entrevistas e debates na TV, no rádio e no jornal online Folha Vitória para facilitar a tomada de decisão.

“Sempre quem ganha com isso é o eleitor. Nosso objetivo é fornecer o maior número de informações possíveis para que o eleitor tome a melhor decisão. O mais importante é mostrar para o eleitor o que ele pode e deve exigir dos gestores que serão eleitos. Qual o papel do prefeito, qual a responsabilidade do município em questões relacionadas ao cidadão, o que é preciso fazer para tornar a cidade um lugar melhor, mais seguro e com mais oportunidades”, considerou Alexandre Carvalho.

A discussão sobre os temas será ampliada na Rádio Jovem Pan News, com apresentação de programas especiais que vão abordar os temas discutidos com especialistas, que vão apontar os caminhos que cada município deve seguir para atender a população e resolver os maiores problemas. O debate de alto nível será feito de forma imparcial, como é a forma de atuar do jornalismo da Rede Vitória.

O Folha Vitória vai reunir todo o conteúdo trabalhado em um caderno especial das eleições 2020. Assim, o usuário que já tem acesso em plataformas de texto, áudio e vídeo poderá acessar todas as informações relacionadas ao processo eleitoral deste ano. Um material farto e que tem objetivo de orientar e ajudar na decisão do eleitor.

E para complementar a cobertura multiplataforma, o leitor, ouvinte e telespectador da Rede Vitória também terá acesso aos conteúdos por meio de todas as redes sociais. O tempo inteiro os canais de Instagram, Twitter e Facebook vão alimentar o eleitor com informações em tempo real sobre o que mais interessa. Tudo para cumprir o objetivo de ajudar na escolha dos melhores entre os candidatos dessas eleições.

Pesquisas

A Rede Vitória contratou a Futura, empresa com 27 anos de mercado e maior do segmento no Estado, para realizar 24 pesquisas quantitativas sobre o desempenho dos candidatos a prefeitos da Grande Vitória e das principais cidades de norte a sul do Estado.

“Estamos negociando esse contrato com a Futura há cerca dois meses. Entendemos que é um investimento fundamental e simboliza o nosso respeito ao cidadão capixaba que tem procurado na Rede Vitória informações em que possa confiar. E é isso que conseguimos por meio de pesquisas de uma empresa conhecida e de grande porte como a Futura, a maior do Estado", pontuou o diretor-executivo Geraldo Vimercati.

Serão realizadas pesquisas em 11 municípios: Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica e Viana na região metropolitana. Cachoeiro e Guarapari, no Litoral Sul e no Sul do Estado. Aracruz, Linhares, Colatina e São Mateus, no Norte e Noroeste. Será o maior número de pesquisas eleitorais realizadas pela Futura nos últimos dez anos. Mesmo em um momento de crise da saúde, com a pandemia do novo coronavírus, as equipes vão para as ruas conversar com os eleitores. Os entrevistadores vão conversar com o eleitor, preparados para o novo momento com equipamentos de segurança.

“Serão pesquisas presenciais, que levam em consideração a amostragem para representar o universo de eleitores em cada cidade. O método determina quantas mulheres, homens, faixa etária e espaço geográfico onde deverão ser entrevistados. E assim, conseguimos representar um universo que aponta a tendência de votação”, disse José Luiz Soares Orrico, sócio-diretor da Futura.

Orrico também destacou que a função real da pesquisa não é simplesmente acertar o vencedor do pleito. “Lógico que é fundamental chegar o mais perto possível do resultado, mas o principal é servir de informação para todo eleitorado, mostrar como a cidade está pensando em votar e ajudar o eleitor que está em dúvida. A pesquisa, ao contrário do que muitos pensam, não determina o voto, mas fornece informações importantes e valiosas sobre como votar”. 

Últimas