Folha Vitória Registros de homicídios crescem no ES; 80% dos casos estão relacionados com o tráfico

Registros de homicídios crescem no ES; 80% dos casos estão relacionados com o tráfico

Ao todo, a Secretária Estadual de Segurança Pública registrou 1.070 casos de homicídios em 2020

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Os homicídios registrados no Espírito Santo aumentam mais de 11% em 2020. É o que mostram os dados da Secretária Estadual de Segurança Pública (Sesp). Aproximadamente 80% dos casos estão relacionados ao tráfico de drogas. 

Os números também representam as famílias que sofrem ao perder os entes queridos para a criminalidade. Tânia Alvarenga faz parte do grupo de centenas de mães que choram a morte dos filhos. Há seis anos, Luiz Carlos de Souza Junior, de 20 anos, foi morto a tiros em Porto Canoa, na Serra. Mesmo com muitos conselhos da mãe, o rapaz se envolveu com o tráfico de drogas. 

"Ele estava envolvido no crime. Eu ia atrás dele, ia na boca pedir para ele voltar para casa. Aquela vida não tinha outro caminho. Ele foi morto com seis tiros no Dia das Mães", relembra. 

E não é só a Tânia que tenta que orientar os filhos para não entrarem na criminalidade. Muitos jovens acabam se envolvendo no tráfico com a ambição de conseguir uma vida melhor. Para o secretário de Segurança Pública, Alexandre Ramalho, essa ilusão tem um fim triste. 

"O jovem aparece ostentando um pingente dourado, com cordão de ouro, mas isso é pura ilusão. Quando fazemos uma operação, o que encontramos é uma situação totalmente oposta. Vemos jovens jogados em um colchão, dormindo de qualquer jeito, sem nenhuma estrutura", disse.  

Dados da Sesp, revelam que, neste ano, 1.070 homicídios foram registrados no Espírito Santo, 56 a mais do que em 2019, quando foram registrados 1.014 casos. 

"Nos estamos hoje com 11,9% no aumento de homicídios em relação a 2019. Acredito que tenha relação com tudo que vivenciamos esse ano. Jovens afastados das escolas, famílias desestruturadas, forte desemprego. Isso faz com que as pessoas enxerguem a criminalidade como uma oportunidade". 

Um dos casos mais emblemáticos deste ano aconteceu no mês de setembro, na Ilha Doutor Américo de Oliveira, em Vitória. Quatro jovens foram mortos a tiros e outros dois ficaram feridos. A Polícia Civil encerrou o inquérito, no dia 26 de novembro, e indiciou seis pessoas. 

Na busca de diminuir o índices, o secretário garante que o órgão tem estratégias para 2021. "Temos uma carta de investimentos para 2021 de R$ 400 milhões para investir em infraestrutura, compra de viaturas, armamentos e melhorias da infraestrutura das polícias. Além disso, vamos continuar fortemente integrados com todas as forças de segurança", reforçou. 

*Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/Record TV. 

Últimas