Folha Vitória Remédios e cosméticos guardados de forma errada perdem o efeito, alerta especialista

Remédios e cosméticos guardados de forma errada perdem o efeito, alerta especialista

A mudança de temperatura é capaz de induzir interações entre os componentes químicos das fórmulas alterando o resultado

Folha Vitória
Foto: divulgação PMV
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Remédios e até cosméticos podem perder o efeito se guardados de forma incorreta. A mudança de temperatura é capaz de induzir interações entre os componentes químicos das fórmulas alterando o resultado. De modo geral, a recomendação dos fabricantes de medicamentos é armazenar os produtos entre 15 a 30 graus.

“Durante ondas de calor ou de frio os locais de armazenamento podem ficar acima ou abaixo desses intervalos adequados de temperatura, fazendo com que os medicamentos mudem fisicamente, percam potência ou até mesmo ameacem a saúde”, afirma Skye McKennon, professora assistente de clínica na Escola de Farmácia da Universidade de Washington.

Segundo ela, alguns antibióticos podem causar danos ao estômago ou aos rins com a mudança na fórmula a partir do mau armazenamento. “A aspirina, quando comprometida, pode causar mais do que apenas um desconforto estomacal. A hidrocortisona pode separar-se no calor e se tornar ineficaz”, disse.

A farmacêutica Raigna Vasconcelos, explica que é um assunto necessário de ser discutido. Segundo ela, os remédios manipulados para convulsões e anticoagulantes, por exemplo, precisam estar bem acondicionados. “Alterações na fórmula induzidas por algum tipo de interação pode influenciar a quantidade de absorção no organismo e isso compromete a saúde, pois a dose precisa ser respeitada”, explicou.

No caso dos cosméticos, Raigna destacou os ácidos. “Alguns vêm com prescrição para ser guardado na geladeira. Se isso não acontece o efeito é comprometido”, disse.

Últimas