Folha Vitória Representantes da OAB-ES visitam nova sede da Central de Regulação do Samu 192

Representantes da OAB-ES visitam nova sede da Central de Regulação do Samu 192

A visita foi conduzida pelo Coordenador Administrativo do Samu 192 no Espírito Santo, Vinícius Dávila Assad Macedo, e por Evandro Bernardino e Filippi Almeida, enfermeiros do Núcleo de Educação Permanente (NEP)

Folha Vitória
Foto: Reprodução / OAB-ES
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Na manhã de 25/06, representantes da OAB-ES, por meio da Comissão da Saúde e seu presidente Marcus Luiz Moreira Tourinho, realizaram uma visita em caráter institucional às instalações da nova Central de Regulação do Samu 192, na Serra. Estiveram presentes, além de Tourinho, a membra Paula Alves Campos, assim como o presidente da Comissão de Acompanhamento Legislativo, o advogado Mazinho dos Anjos, e o membro Renan Furtado.

A visita foi conduzida pelo Coordenador Administrativo do Samu 192 no Espírito Santo, Vinícius Dávila Assad Macedo, e por Evandro Bernardino e Filippi Almeida, enfermeiros do Núcleo de Educação Permanente (NEP).

Macedo começou a visita explicando que são 17 mil metros quadrados e os setores são divididos em blocos. “Quem é de um bloco não tem acesso aos outros, e isso está sendo muito importante durante a pandemia, garantido uma maior segurança a todos”, explica.

Primeiramente, os representantes da OAB-ES tiveram acesso ao Bloco Administrativo, com toda a parte administrativa e a Farmácia, onde ficam os materiais mais utilizados no atendimento, que conforme vão saindo, vão automaticamente sendo repostos, além do Almoxarifado. “Todas as instalações são monitoradas por câmeras”, alerta Macedo.

Também foram visitadas a Central de Regulação Médica, onde fica a coordenação geral, a coordenação médica, a coordenação de enfermagem e a supervisão de enfermagem. O Bloco do NEP (Núcleo de Educação Permanente), que inclui os simuladores, o auditório, a qualidade, a psicologia e a equipe de educação permanente, e o Bloco de Lavagem e Esterilização, onde são realizadas as lavagens interna e externa, além também do Centro de Material e Esterilização (CME).

Além desses tem, ainda, os blocos do refeitório e vestiário, da frota (manutenção dos veículos), da manutenção (onde fica o gerador, a central de incêndio, o arquivo morto, o maquinário), e do repouso.

Ao final, foi realizada, ainda, uma apresentação, ministrada pelo enfermeiro Evandro Bernardino, que mostrou como é realizado todo o trabalho de urgência e emergência pré-hospitalar. “Essas visitas são muito importantes para que as pessoas possam entender como funciona a Central de Regulação do Samu 192, toda a sua estrutura física, bem como os projetos de capacitação e treinamento para o público, para os profissionais e parceiros”, alerta Bernardino.

Trabalho essencial

O presidente da Comissão da Saúde, Tourinho, ressaltou que a visita foi muito gratificante. Nós nos orgulhamos de ter aqui na Grande Vitória e no Estado uma Central de Regulação tão ampla e moderna, que gera tecnologia de conhecimento para outros Samu’s Brasil afora. Fomos muito bem recepcionados e conhecemos toda a parte física da Central. E, felizmente, pudemos acompanhar uma simulação de um atendimento de urgência com manequins de alta qualidade. Estava tendo um processo seletivo e estava uma médica que passava por sua prova prática”.

Tourinho também destaca nessa visita in loco o trabalho realizado pela Regulação, onde os atendentes fazem a triagem inicial e, após todos os esclarecimentos obtidos, encaminham para os médicos, que ficam responsáveis por repassar as orientações para as equipes e acompanhar todo o processo até a internação do paciente na rede hospitalar de referência. “São, em média, 1,3 mil chamadas por dia”.

“É importante lembrar, também, que muitos cidadãos se utilizam do 192 não para requerer uma remoção hospitalar ou um atendimento de urgência e emergência, mas para um serviço de telemedicina, em casos, por exemplo, de alguém passando mal em casa, daí o médico dá as orientações”, explica Tourinho.

A membra da Comissão da Saúde, Paula Alves Campos, ressalta que a visita à Central foi fundamental para o fortalecimento da importância do trabalho realizado no local e o entendimento do papel do Samu dentro da rede de urgência e emergência.

“Conhecemos uma estrutura física ampla, moderna, organizada, com fluxos de trabalho bem definidos e servidores comprometidos. Presenciamos o cuidado e a humanização no atendimento realizado, assim como nos foram apresentados os projetos do Núcleo de Educação Permanente, o que despertou ainda mais a vontade de firmar parcerias com a instituição”, disse.

Mazinho dos Anjos, que já conhecia as instalações da nova sede, ressaltou a importância da sociedade conhecer o trabalho do Samu 192. “A população precisa entender como ele funciona e a sua importância. E mais, cooperar com o atendimento prestado, e não realizar centenas de trotes que acabam atrapalhando a prestação do serviço, prejudicando quem realmente está necessitando de uma equipe médica num momento extremamente difícil”, alerta.

Para terminar, Macedo deu uma boa notícia: “As chamadas em decorrência da Covid-19 diminuíram substancialmente e isso é um reflexo, sem dúvida, de um maior número de pessoas vacinadas. Mas é primordial que as pessoas continuem seguindo todos os protocolos, como o uso de máscaras, álcool em gel e evitar aglomerações”, concluiu.

Últimas