Folha Vitória Resultado da pesquisa Rede Vitória/Futura em Viana é analisado por especialistas

Resultado da pesquisa Rede Vitória/Futura em Viana é analisado por especialistas

A pesquisa apontou que o candidato Wanderson Bueno, do Podemos, é o líder na intenção espontânea de voto em Viana

Folha Vitória
Foto: Nayne Oliveira/ Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Fechando a primeira rodada de pesquisas eleitorais, a Rede Vitória/Futura divulgou, nesta quarta-feira (21), o 11º levantamento para o pleito de 2020. Desta vez, os eleitores de Viana foram entrevistados para apontar como está a corrida eleitoral no município. Após a divulgação dos números, especialistas analisaram, ao vivo, os detalhes do levantamento feito com eleitores da cidade no programa Especial Eleições 2020.

Os dados referentes à pesquisa foram tema do programa com a mediação do jornalista Edu Kopernick. Participaram do especial a comentarista de política Gabriela Cuzzuol e o sócio-diretor da Futura, José Luiz Orrico. O vídeo com a análise completa pode ser conferido na página de vídeos Eleições 2020.

A pesquisa apontou que o candidato Wanderson Bueno, do Podemos, é o líder na intenção espontânea de voto em Viana. O ex-secretário da atual gestão do município aparece no levantamento com 30,3% das intenções de votos. Em seguida vem Cabo Max, do PP, com 6%. Lyra da Federal (MDB) vem depois com 3%.

Na sequência, vêm Cida Rocha (Avante) com 2,8%; Graça Fortes (PSL) com 1,5%; e Faustão (PDT) também com 1,5%. Não sabe, não respondeu e indeciso aparece com 35,8%. Ninguém, branco e nulo tem 14%. Outro, tem 5,3%.

Novidade no cenário político

Os especialistas destacaram que Wanderson Bueno ´e um nome inédito na política e, mesmo assim, aparece com um resultado expressivo na intenção de votos. O fato, segundo os comentaristas, pode ser explicado pelo apoio do atual prefeito, Gilson Daniel. "É um candidato novo, que já começa muito forte. O número de candidatos de Viana e o índice da pesquisa indicam que não vai ser fácil disputar com ele", disse Orrico.

Gabriela lembrou que, mesmo sendo uma figura desconhecida no cenário político, o candidato já tem experiência de atuação ao lado do prefeito da cidade. "Wanderson é uma jovem liderança. Eu credito a expressividade à atuação de Gilson Daniel. Ele demorou um pouco para indicar alguém que daria continuidade ao trabalho que ele desenvolveu no município. O índice expressivo de aprovação popular do Gilson, o fato da oposição não ser consistente assim pode ser favorável. Interessante que outros candidatos tinham um certo pudor ao se declarar oposição do Daniel. Eles não querem se declarar oposição a uma gestão avaliada positivamente, afirmou.

Aprovação do atual prefeito

Orrico destacou, ainda, a expressividade na aprovação da gestão de Gilson Daniel, atual prefeito que encerra o segundo mandato na cidade. Para o especialista, o gestor realizou um trabalho relevante em todo o município, que possui características diversas. "É uma gestão amplamente aprovada. Gilson tem uma relação com a cidade muito grande. Viana é enorme e tem partes do município com características de Grande Vitória, mas tem outra parte com características de cidade de interior. Ele conseguiu fazer uma gestão com muita competência e isso se rebate na eleição. Assim, o eleitor pensa da seguinte forma: mudar para que? Gilson foi eleito e fez uma gestão muito aprovada. Evidentemente, o cara que está ao lado dele leva vantagem", afirmou.

Já Gabriela lembrou que a gestão do prefeito teve foco em entregas e que, no decorrer do mandato, ele soube trazer importantes lideranças para o seu lado. "Uma característica peculiar do Gilson Daniel é que foi uma gestão de entregas, no campo executivo e também do ponto de vista político. Ele conseguiu articular esse diálogo e trouxe aliados fortes para perto dele. Viana vem em desenvolvimento, mas a pandemia afetou todo o estado. Gilson atuou de maneira muito consistente nessas duas vias", destacou.

Rejeição

Com um alto índice de intenção de votos, Wanderson Bueno possui o menor índice de rejeição, segundo a pesquisa Rede Vitória/Futura. Para os especialistas, o resultado deixa claro o possível resultado das eleições no município. "Tudo pode mudar, mas a pesquisa indica que a eleição já começou definida. Me arrisco a dizer que muito dificilmente teremos uma mudança. Wanderson deve ter uma votação expressiva e isso pode se tornar um problema, pois ele já será eleito com uma grande expectativa. O que a população espera é que ele seja melhor que o Gilson. O eleitor está sempre esperando o melhor", destacou.

Gabriela lembrou que, diferente do que ocorre em muito municípios, Viana não tem a presença de candidatos que se declarem como oposição ao atual prefeito. Ela destaca que opositores existem, mas não se definem assim com tamanha intensidade. "Penso que a rejeição do Cabo Max possa estar atrelada a aprovação do atual prefeito. Ele é uma certa oposição. Faustão também teve um trabalho com Gilson, mas eles romperam. Apesar disso, ele não se declara como oposição", disse.

Caminho eleitoral

Ao fazer uma análise dos números de indecisos, Orrico aponta que os demais candidatos podem realizar um trabalho para conquistar os eleitores que ainda não possuem uma opção de voto. No entanto, de acordo com o resultado da pesquisa, o caminho para uma possível mudança nos números não será tão simples. 

"É um risco dizer que alguém ganhou a eleição, pois ainda é a primeira pesquisa. Mas é muito difícil para o Cabo Max, o Faustão e os outros candidatos fizerem um caminho para conquistar os indecisos. Tem eleições que começaram decididas e me parece que essa será uma. Previsão é algo complicado de se fazer sempre, mas se a eleição fosse hoje, ele [Wanderson Bueno] já estaria eleito", afirmou.

Para Gabriela, haver uma possível virada será preciso um trabalho muito forte das equipes de campanha de cada candidato. "Virar essa eleição vai demandar um esforço muito consistente dos concorrentes e das máquinas de campanha. Creio que esses índices de manifestação do eleitor também se devem à falta de uma oposição mais consistente. Falo de posição no sentido propositivo. Viana deu um salto, mas ainda apresenta indicadores que precisam ser trabalhados. A oposição precisaria apresentar propostas mais consistentes. Esse espaço da oposição poderia ser ocupada e não foi", disse.

Dados técnicos

A pesquisa foi realizada pela Futura para a Rede Vitória e contemplou 400 entrevistas com margem de erro de 4,9 pontos percentuais para mais ou para menos e confiabilidade de 95%. As entrevistas foram realizadas no dia 16 de outubro de 2020, face a face com o eleitor, respeitando as normas sanitárias determinadas pelas autoridades da área de saúde. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número ES-01922/2020.

Últimas