Retrogame: Blaster Master (NES)

O primeiro título da série para o Nintendinho fez a base de uma grande franquia

Folha Vitória
Foto: Divulgação/Nintendo
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Deitado no sofá, passando os jogos que tenho disponíveis no meu console, me deu aquela vontade jogar algo mais simples, de voltar um pouco ao passado. Sem downloads de DLCs, updates, nem CGs intermináveis, tutoriais explicando o que por vezes não precisa ser explicado ou telas de loading que demoram minutos para passar (quem jogou Okami no Playstation 2 vai entender).

Queria apenas sentar, ligar o videogame e jogar sem muita espera ou enrolação. Decidi então jogar um jogo mais antigo, algum da minha infância. Lembrei então de um jogo que era um carrinho que tinha um canhão, atirava para cima, para os lados e em determinadas partes o piloto saía do veículo para se aventurar por si só.

Foto: Brazilian NES Clones
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Não lembrava o nome do jogo, só lembrava que tinha jogado na casa de um amigo, no Turbo Game da CCE (que era compatível com jogos de Nintendo e Famicom, o Nintendinho japonês, com cartuchos de 72 e 60 pinos respectivamente). Por mais que me esforçasse não conseguia lembrar. Recorri ao nosso velho amigo Google para conseguir. Pesquisei um pouco e... estava lá. Blaster Master. A musiquinha imediatamente me veio a cabeça, assim como as lembranças de uma época mais fácil e descompromissada.

Foto: The Cover Project
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Corri para o videogame e o selecionei. Comecei a jogar e era tão bom quanto eu lembrava, com pequenos detalhes de como o veículo pulava, atirava e os momentos em que o protagonista tem que se virar sem o veículo para derrotar os chefes. 

Tem muitos detalhes de nossa infância que é melhor deixar lá, pois é melhor nas lembranças do que na vida real. Mas Blaster Master não é o caso, o jogo é ótimo e perfeitamente jogável até hoje.

Com uma dificuldade razoavelmente difícil, levei um tempo até pegar novamente o jeito certo de jogar. Ora, tinha pelo menos 30 anos que não o jogava, mas após esse "reaprendizado" me senti a vontade e consegui progredir bastante.

Foto: Divulgação/Nintendo
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A história do jogo

Lançado em 1988 no Japão (com o nome de Metafight) e nos Estados Unidos, Blaster Master é conhecido como um dos melhores jogos de NES, junto a The Legend of Zelda e Super Mario Bros. 3. 

Sua dificuldade é comparável a outros jogos difíceis da época, como Ninja Gaiden, Megaman (série) e Battletoads. Estamos falando de uma época em que o jogo era difícil por conta das limitações dos hardwares e para terem mais longevidade. Mas o jogo não é injusto como outros (como as fases finais de Ninja Gaiden), sendo mais prazeroso tentar fechá-lo em uma só sessão.

Em Blaster Master o jogador controla Jason Frudnick, um adolescente que vai em uma caverna subterrânea após perseguir seu sapo de estimação, Fred, que se tornou gigante após uma exposição à radiação. Lá ele descobre um tanque de guerra com o nome SOPHIA, que em inglês significa "Subatomic Omni-directional Probative Hyper-responsive Indomitable Abdicator (3rd Design) Nora MA-01". Enquanto ele explora o mundo subterrâneo ele deve encontrar os chefes das 8 fases e destruí-los.

Um dos jogos mais inovadores da era NES, Blaster Master combina o movimento lateral com uma perspectiva de cima para baixo, à medida que Jason combate monstros radioativos a pé ou atrás do volante do Sophia the 3rd, um veículo multifunções fortemente armado.

O jogo conta com oito áreas enormes, diferentes armas e upgrades para o veículo Sophia e muita ação jogando dentro ou fora do veículo.

Foto: Nintendo
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A trilha sonora do jogo é outro ponto forte, com músicas empolgantes e sons adequados aos ambientes do jogo. A música da primeira fase é especialmente memorável, sendo o tipo de música chiclete que é difícil de esquecer, sendo remixada em outros jogos da série como tema do jogo.

Blaster Master é uma franquia de sucesso

O game fez tanto sucesso que hoje em dia é uma das franquias de maior sucessos da Sunsoft, tendo então várias continuações. O lançamento mais novo, Blaster Master Zero 3, foi lançada em julho de 2021 com avaliações muito positivas em todas as plataformas em que está disponível (Xbox Series, PlayStation 4, Steam, Xbox One e Nintendo Switch), mantendo o estilo tradicional da série mas com gráficos e jogabilidade muito melhorados.

Conclusão

O Blaster Master original é um dos melhores jogos disponíveis para o Nintendinho, valendo a pena ser jogado e revisitado. Com uma dificuldade de média para difícil, ótimos controles e uma jogabilidade variada. 

Vale a pena a conferida neste clássico e, após fechar, jogar as continuações nos sistemas mais novos.

Fontes:
nintendo.pt
wikipedia.org

Últimas