Folha Vitória Rodízio no ensino presencial vai continuar nas escolas até o fim da pandemia

Rodízio no ensino presencial vai continuar nas escolas até o fim da pandemia

Secretário disse que ainda não é possível retorno de 100% dos alunos em sala de aula apesar de avanço da vacinação e baixa taxa de transmissão do coronavírus

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Aulas com 100% das turmas de alunos presentes em sala ainda é uma realidade distante. Mesmo com a maior parte das cidades do Espírito Santo em risco baixo e avanço da vacinação, as escolas deverão continuar a adotar o rodízio entre o ensino presencial e o remoto. 

A informação foi dada pelo secretário de Estado da Educação (Sedu), Vitor de Angelo, durante coletiva virtual para a imprensa na manhã desta terça-feira (13). "A escola representa um risco infinitamente menor hoje. Mas os protocolos de segurança, com as portarias das secretarias de Saúde e da Educação, continuarão valendo enquanto persistir a pandemia", reforçou.

Nesses protocolos, em turmas maiores, as escolas devem fazer rodízio entre os estudantes, separando grupos para o formato remoto e a para o comparecimento no colégio. 

Além disso, devem seguir outras medidas sanitárias como distanciamento, uso de máscaras e fornecimento de álcool em gel ou material de higienização das mãos.

O secretário disse que o fim dessa separação está nas mãos da análise das autoridades de saúde. "Isso vai persistir até que algum momento eles indiquem que não é mais necessário", apontou.

As aulas presenciais em todos os níveis de escolaridade foram liberadas em todo o Espírito Santo desde o dia 21 de junho. Independente da classificação de risco, as escolas podem receber alunos para as atividades, resguardando os cuidados necessários em decorrência da pandemia da Covid-19.

Leia também: Alunos do ES poderão ser reprovados e Sedu anuncia reforço em Português e Matemática

Últimas