Folha Vitória Rodovia no ES é entregue com postes de energia no meio da pista

Rodovia no ES é entregue com postes de energia no meio da pista

Prefeitura de Presidente Kennedy alega que a responsabilidade é da concessionária EDP, que não deu retorno sobre execução do serviço

Folha Vitória
Foto: Leitor | Whatsapp Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Postes de energia no meio de uma estrada em Presidente Kennedy representam riscos para os motoristas

Uma rodovia foi inaugurada no sul do Espírito Santo com intervenções de pavimentação. O problema é que, no pacote de "melhorias", vieram também 16 postes no meio da pista, representando risco de acidentes para os motoristas e motociclistas. A situação causou revolta nos moradores de Presidente Kennedy.

A prefeitura da cidade, responsável pelas obras, reformou a estrada mas deixou os postes de energia ao longo do traçado da rodovia, sem delimitação com as áreas reservadas para o fluxo de veículos. 

O trecho de 7,8 quilômetros liga os distritos de São Paulo, na divisa com o município de Itapemirim, e Cabral. O que preocupa a população é a possibilidade de que haja colisão de veículos nos postes já que, à noite, a visibilidade é baixa. 

A obra, que havia sido festejada pela administração municipal na última semana de outubro, virou ponto de discórdia com a EDP, concessionária de energia elétrica. Tanto que, nesta terça-feira (02), o município divulgou uma nota em seu site oficial dizendo que a concessionária foi procurada inúmeras vezes desde o início das reformas na estrada, ainda em 2020, mas não havia dado retorno algum.

Foto: Leitor | Whatsapp Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Postes de energia estão no caminho de quem pega a estrada que liga os distritos de São Paulo e Cabral, em Presidente Kennedy

Na nota, a prefeitura de Presidente Kennedy afirma que a concessionária respondeu um ano e três meses depois, cobrando um valor de R$ 290 mil para fazer o serviço de realocação dos postes e instalação de nova rede elétrica. "Porém, não foi encaminhado nenhum boleto bancário para realização do pagamento até a presente data ou informado um prazo para execução do serviço", alega a prefeitura. 

A administração municipal disse que já fez a sinalização nos locais onde há mais riscos. Também registrou boletim de ocorrência sobre o caso e aguarda a transferência dos postes.

Outro lado:

A EDP foi procurada para responder quando o serviço será feito. Assim que enviar o posicionamento, a matéria será atualizada.

Leia na íntegra nota da Prefeitura de Presidente Kennedy sobre o caso:

A Prefeitura de Presidente Kennedy está enfrentando dificuldades com a realocação de postes em diversos trechos do Município. Desde janeiro de 2020, já foram solicitados realocação de 51 postes junto à EDP ES em diversas comunidades do interior, locais onde foram feitas obras de asfaltamento ou apontadas necessidades de adequações na rede elétrica.. Até o momento, somente a comunidade de Jaqueira foi atendida.

No caso dos 16 postes a serem realocados na Rodovia São Paulo/ES162 x Cabral/Divisa com Itapemirim, em Cabral, a EDP ES foi informada da necessidade de realocação dos postes em julho do ano passado, data do início das obras de asfaltamento do trecho de 7,8 quilômetros. Apenas no dia 13 de outubro de 2021 a EDP informou por meio de um ofício que o valor estimado para o serviço de realocação e construção da nova rede elétrica era de 290 mil reais, porém não foi encaminhado nenhum boleto bancário para realização do pagamento até a presente data ou informado um prazo para execução do serviço.

Sempre antes de iniciar as melhorias, a Secretaria de Obras informa à EDP ES a necessidade de remoção ou realocação dos postes em tempo hábil durante as obras e efetua o pagamento para realização do serviço.

Ainda, devido as dificuldades, riscos aos cidadãos e até mesmo necessidade de paralisação das benfeitorias à população, a Secretaria Municipal de Obras registrou um Boletim de Ocorrência no dia 25 de maio de 2021, alertando sobre o perigo de acidentes em diversos trechos do município onde há postes próximos a estradas e solicitou providências necessárias o mais breve possível. Até o momento, não houve nenhuma resposta da EDP.

O Município sinalizou os locais onde há risco aos motoristas e pedestres e aguarda o mais breve possível a realocação e adequações da rede elétrica por parte da EDP ES.

Últimas