Folha Vitória Rodrigo César vira auxiliar técnico do Vitória e quatro atletas deixam o clube

Rodrigo César vira auxiliar técnico do Vitória e quatro atletas deixam o clube

Além do ex-jogador, outros sete atletas também tinham os contratos vencendo com o Alvianil. A diretoria do clube prorrogou o vínculo com apenas três atletas

Folha Vitória
Foto: Reprodução/ Twitter
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O volante Rodrigo César deu um novo passo na carreira. Após uma reunião com a diretoria do Alvianil e um período de testes na função, o jogador se tornou o novo auxiliar técnico do clube.

O agora ex-jogador nunca escondeu o desejo em seguir a carreira na beira dos gramados depois que pendurasse as chuteiras. Rodrigo César afirmou que o interesse de se tornar treinador vem desde as categorias de base e conta que até anotava os treinos.

“Sempre tive este objetivo na minha vida. Comecei na base, sempre com admiração pelo treinador, pela comissão técnica. Eu sempre anotei treinos dos treinadores que eu trabalhei, que eu gostei. Achei que era o momento de parar. Aprender, me capacitar e estudar para estar pronto e começar a exercer a profissão. Aproveitei o Vitória, clube em que eu comecei e que eu estou encerrando a minha carreira”, afirmou.

Enquanto o Salvador Costa esteve mais de 100 dias sem receber treinos e partidas, Rodrigo conta que não ficou parado. O ex-jogador, além de manter o condicionamento físico nos trabalhos em casa, aproveitou o período para se especializar na área e fez cursos.

“Fiz três cursos da CBF de treinador e de análise. Venho abrindo a minha mente. Estudando bastante para poder estar, cada vez mais, com ideias, e aprendendo com o Rodrigo (Fonseca) e com a galera”, ressaltou.

Renovações

Além do ex-jogador, outros sete atletas também tinham os vínculos contratuais vencendo com o Alvianil. A diretoria do clube prorrogou o vínculo com apenas três atletas, enquanto outros quatro foram dispensados e não farão mais parte do grupo comandado por Rodrigo Fonseca.

Os jogadores que tiveram seus contratos renovados pelo Vitória, Chiquinho, Léo Alves e Gianlucas, tiveram seus contratos estendidos até fevereiro de 2021, quando se encerra a temporada.

Por outro lado Thainler, Vitinho, Fernando Subtil e o experiente Edinho, ídolo da torcida Alvianil, não tiveram os vínculos estendidos com o Vitória. Vale destacar que o jogador de 37 anos vinha sendo titular da equipe. No início do ano foi um dos responsáveis pela boa campanha do clube no Campeonato Capixaba na vitória sobre o CSA pela Copa do Brasil, marcando inclusive o gol da classificação.

Últimas