Folha Vitória São Mateus anuncia que não terá programação de Carnaval em 2022

São Mateus anuncia que não terá programação de Carnaval em 2022

Decisão foi tomada nesta terça-feira, em reunião que envolveu representantes do Executivo Municipal, Ministério Público, Vigilância Sanitária, músicos e ambulantes

Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Balneário de Guriri, em São Mateus, é um dos locais mais procurados pelos foliões durante o Carnaval

A exemplo de outros municípios capixabas, São Mateus, no Norte do Estado, não terá programação de Carnaval, como forma de tentar conter o novo avanço da covid-19. A decisão foi tomada durante uma reunião na tarde desta terça-feira (15), no centro administrativo da prefeitura.

Durante o encontro, que envolveu representantes do Executivo Municipal, Ministério Público, Vigilância Sanitária, músicos e vendedores ambulantes, foi acordado que São Mateus seguirá a nota técnica do governo do Estado, que recomenda “a suspensão do Carnaval e dos grandes shows/eventos até que se estabeleçam condições de uma fase de recuperação da pandemia”.

Apesar de o município não contar com uma programação oficial no período, a prefeitura decidiu manter o ponto facultativo e o feriado de Carnaval.

Outra cidade do norte capixaba muito procurada pelos foliões nesta época do ano, Linhares já havia anunciado, na última quinta-feira (10), que também decidiu cancelar a programação de Carnaval em 2022, para conter o avanço da Ômicron.

Segundo a prefeitura, ficam suspensas as festividades e shows musicais no período do Carnaval, entre os dias 25 de fevereiro e 1º de março, nas três praias do município: Pontal do Ipiranga, Regência e Povoação.

Já na capital Vitória, foi publicado no Diário Oficial do município, na segunda-feira (14), um decreto do prefeito Lorenzo Pazolini, proibindo blocos de carnaval de rua e suspendendo a autorização para comércio ambulante por um mês.

A decisão de proibir a programação e desfile de blocos carnavalescos já havia sido anunciada em janeiro, mas agora se tornou oficial. Segundo o texto do decreto, as medidas, válidas até 14 de março, são necessárias para evitar aglomerações por causa da grande capacidade de transmissão da nova variante do coronavírus.

>> Saiba quais outras cidades do ES já anunciaram o cancelamento do Carnaval

Últimas