Folha Vitória Saúde feminina: Exames preventivos devem ser realizados anualmente

Saúde feminina: Exames preventivos devem ser realizados anualmente

Levantamento feito pela Fundação do Câncer, com base em dados do Sistema Único de Saúde (SUS), revela queda de 84% no número de mamografias feitas no Brasil durante a pandemia do novo coronavírus

Folha Vitória
Foto: Divulgação / Pexel
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O câncer de mama é o mais incidente entre as mulheres e corresponde a cerca de 24,2% do total de casos, de acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca). Para que sejam proporcionadas maiores chances de cura e tratamento menos agressivo, é de suma importância que os exames preventivos sejam realizados periodicamente.

No entanto, a Fundação do Câncer fez um levantamento, com base em dados do Sistema Único de Saúde (SUS), que revela a queda de 84% no número de mamografias realizadas no país desde o início da pandemia.

Cleverson Gomes do Carmo Junior, mastologista e ginecologista capixaba, ressaltou que prolongar a ida ao médico pode ser prejudicial ao tratamento oncológico.

“Muita gente tem deixado passar exames importantes, de doenças importantes. Por exemplo, há dois exames que devem ser feitos anualmente: a mamografia e o preventivo do colo do útero. Eles identificam doenças que têm chance de cura e também de prevenção quando descobertas precocemente”, explicou

A Fundação do Câncer constatou em estudo do Observatório de Oncologia, o aumento de 28 para 45 dias o tempo médio entre a primeira consulta com um especialista e o diagnóstico do câncer de mama.

Nesse cenário, o mastologista comenta que a queda nos diagnósticos pode ser prejudicial. “Para evitar a contaminação da Covid-19, muitas pessoas adiaram a realização de exames médicos e essa ação afetou diretamente os diagnósticos precoce do câncer de mama. É preciso salientar que as medidas de segurança para evitar o contágio do coronavírus são necessárias, mas não é o ideal prolongar os exames preventivos de outras doenças, principalmente o câncer. Realizar as consultas periódicas, com a adoção das medidas protetivas, significa cuidar da saúde”, reforça o médico.

Quando procurar um mastologista?

Para o especialista, fazer visitas ao médico antes mesmo de apresentar qualquer sinal, é a chave para a longevidade, já que a mastologia também auxilia no tratamento de outras doenças além do câncer, como mastite, nódulos, assimetrias e ginecomastias.

“As consultas ao mastologista têm como objetivo prevenir as patologias que podem acometer a mama. No entanto, existem alguns sinais que devem ser avaliados, caso apareçam, como aumento incomum de uma das mamas, vermelhidão, secreção mamilar, retração do mamilo, nódulo palpável e dores. Caso tenha algum desses sintomas, é fundamental consultar um especialista para que seja detectado o problema e o tratamento seja iniciado o mais rápido possível”, explica.

Últimas