Folha Vitória Secretaria de Saúde investiga possíveis casos de infecção por nova cepa do coronavírus no ES

Secretaria de Saúde investiga possíveis casos de infecção por nova cepa do coronavírus no ES

Amostras de profissionais de saúde e pessoas que apresentaram característica específica da doença foram encaminhadas para análise na Fiocruz

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) investiga possíveis casos, no Espírito Santo, de infecção pela variante do novo coronavírus identificada em Manaus. Amostras de profissionais de saúde que tiveram contato com os pacientes que foram transferidos do Amazonas para o Espírito Santo, para tratarem a covid-19, e de pessoas que apresentaram uma característica específica da doença foram coletadas e encaminhadas para análise na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro.

O secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, esclareceu que, até o momento, não foi confirmada a circulação de novas cepas do novo coronavírus no Espírito Santo. Segundo ele, o resultado dessas análises deve ser conhecido ainda neste mês.

"Encaminhamos para sequenciamento genético, pela Fiocruz, amostras dos pacientes oriundos de Manaus, de trabalhadores que apresentaram sintomas ao contato com esses pacientes e também de pacientes de todo o estado do Espírito Santo que apresentaram uma característica na sua evolução clínica: a complicação a partir do 14º dia do primeiro sintoma. Ao longo deste mês, devemos estar recebendo o resultado dessas análises, que poderão confirmar ou não a circulação de novas cepas em nosso estado", destacou.

Nésio Fernandes reforçou ainda a orientação para que a população procure atendimento médico caso apresente sintomas da covid-19. Segundo o secretário, caso a pessoa tenha tido contato com indivíduos de outros estados, é importante que isso seja informado durante a consulta.

"A Sesa orienta que, diante de qualquer sintoma suspeito de infecção pelo coronavírus, o cidadão procure o serviço de saúde para receber a devida avaliação médica, ser notificado e coletar amostra biológica para a realização do exame RT-PCR. Caso o seu sintoma foi posterior ao contato com alguém sintomático que veio de viagem de outro estado do Brasil, independente se foi Manaus, Rondônia, Rio de Janeiro, São Paulo — qualquer estado —, essa informação deve ser referida no momento da consulta médica, para que seja informada na notificação", frisou.

Últimas