Folha Vitória Seleção brasileira feminina de basquete em cadeira de rodas realiza treinos em Guarapari

Seleção brasileira feminina de basquete em cadeira de rodas realiza treinos em Guarapari

Vinte jogadoras foram convocadas para as atividades, sendo quatro capixabas

Folha Vitória
Foto: Jordan Andrade/Sesport
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Após não conseguir a vaga para Tóquio, a seleção brasileira feminina de basquete em cadeira de rodas iniciará sua preparação rumo à Paralimpíada de Paris, em 2024, com uma semana de treinamentos no Sesc de Guarapari, da próxima terça-feira (24) até o dia 02 de setembro. Vinte jogadoras foram convocadas para as atividades, sendo quatro capixabas contempladas no Edital 2021 do programa Bolsa Atleta: Bisa Silva, Geisiane Maia, Jéssica Santana e Maxcileide Ramos.

Todas jogam pelo time do Instituto Reabilitacional e Esportivo para Deficientes Físicos do Espírito Santo (Irefes)/Sesport. Além delas, a paranaense Denise Eusébio e a paulista Paola Kloker, que também moram no Estado e atuam pela equipe, foram convocadas.

Do grupo que estará no Sesc, 12 jogadoras serão selecionadas para seguir com a seleção para o primeiro desafio deste ciclo paralímpico, o Sul-Americano da modalidade, que será disputado em Buenos Aires, Argentina, em novembro. O coordenador da seleção feminina também será capixaba: Martoni Sampaio.

Nos Jogos do Rio, em 2016, sob o comando de Martoni Sampaio, como técnico, a seleção brasileira feminina de basquete em cadeira de rodas conquistou o sétimo lugar, a melhor colocação na história do País entre as mulheres na modalidade. O time contou com Bisa Silva, Geisiane Maia, Jéssica Santana e Paola Kloker.

Para Geisiane Maia, que será contemplada pela quinta vez consecutiva pelo programa Bolsa Atleta, o atual ciclo paralímpico, por ser de apenas três anos, será mais desafiador. “Será um ciclo mais curto que o normal, por isso, teremos que treinar em dobro. Além do Sul-americano em novembro, no ano que vem teremos a Copa América e o Mundial. Agradeço muito ao Governo do Estado por nos dar a estrutura para treinar na Sesport e ainda por receber o Bolsa Atleta, pois esse apoio é extremamente importante para aguentarmos toda essa maratona que está por vir”, destacou a jogadora. 

Últimas