Folha Vitória Sem velório, corpo de Parrerito é enterrado após cortejo de familiares e amigos

Sem velório, corpo de Parrerito é enterrado após cortejo de familiares e amigos

Em virtude da pandemia, não foi realizado o velório do vocalista; familiares decidiram fazer um cortejo em homenagem a Parrerito

Folha Vitória
Foto: Reprodução / Instagram
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

No último domingo (13), o vocalista do Trio Parada Dura, Eduardo Borges, mais conhecido como Parrerito, faleceu em decorrência da infecção por covid-19. A morte do cantor foi comunicada pelo Instagram oficial do trio e não houve velório, em respeito aos protocolos de saúde.

No comunicado do falecimento, postado nas redes sociais do Trio Parada Dura, os familiares e a equipe agradecem as correntes de orações feitas durante a internação do vocalista. "E é desta forma que vamos sempre lembrar dele. Igual a andorinha, Parrerito parte voando e deixa um Brasil inteiro já com saudade de sua voz que por quase quatro décadas marcou gerações no Trio Parada Dura", relata um trecho da postagem.

Devido aos protocolos de saúde contra a contaminação da covid-19, os órgãos de saúde não recomendam aglomeração, sendo assim, os familiares do cantor decidiram não realizaram o velório. Para se despedirem de Parrerito, a família realizou um cortejo de maneira íntima durante o trajeto até o cemitério Parque Renascer, onde foi enterrado às 16 horas desta segunda-feira (14).

A voz de Parrerito marcou gerações por mais de quatro décadas. Sucessos como "As andorinhas" e "Telefone mudo" ainda continuam na memória e na ponta da língua não só de fãs do trio sertanejo, mas de muitos admiradores da música raiz.

Internação

O cantor foi internado no dia 29 de agosto no Hospital Unimed, em Belo Horizonte (MG), apresentando alguns sintomas da covid-19. O vocalista permaneceu 16 dias internado na UTI e neste período apresentou quadros graves como necessidade de respiradores e complicações renais. 

Últimas